O FC Porto iniciou da melhor maneira o campeonato, ao golear no Dragão o HA Cambra por 10-1.

O “novo” FC Porto entrou com o pé direito no Campeonato Nacional, ao bater sem piedade a equipa de Vale de Cambra por 10-1, mostrando aos adeptos que este ano a conquista do título está bem patente na cabeça de todos os jogadores e equipa técnica.

Desde logo saltam à vista duas grandes diferenças neste Dragão: a equipa pressiona muito alto o adversário e a equipa joga com alegria! O técnico Guillem Cabestany começa já a deixar a sua marca na equipa e os adeptos agradecem.

De regresso ao FC Porto, Reinaldo Garcia foi um dos melhores em jogo
De regresso ao FC Porto, Reinaldo Garcia foi um dos melhores em jogo

Com um início vigorante, o FC Porto cedo abriu o ativo por intermédio de Rafa após uma boa combinação com Jorge Silva (3m). O mais difícil estava feito, no entanto o Cambra defendia bem e forçava o FC Porto a jogar longe da baliza, obrigando os azuis-e-brancos a trocar a bola com grande rapidez de forma a abrir brechas na defesa contrária. Com total domínio na partida, os portistas só aos 18m voltaram a fazer funcionar o marcador, desta vez foi o estreante Telmo Pinto a marcar de Dragão ao peito. O Cambra raramente importunava o guardião Edo Bosch e com o passar do tempo foi quebrando fisicamente, permitindo aos portistas traduzirem em golos o forte caudal ofensivo. Ainda antes do intervalo o FC Porto voltaria a marcar mais 3 golos.

Na segunda parte o sentido do jogo foi o mesmo, com o FC Porto a manter um ritmo elevado em busca de mais golos, o que acabou por se acontecer por mais 5 vezes! De valorizar a postura do Cambra que mesmo com o jogo perdido tentou proporcionar um bom espetáculo saindo para o ataque sempre que possível, acabando por ser premiado com o golo de honra apontado por Eduardo Brás.

No final o resultado de 10-1 espelha a superioridade azul-e-branca em toda a partida e deixa os adeptos mais confiantes na conquista do campeonato.

Marcadores: Rafa (3m), Telmo Pinto (18m e 22m), Hélder Nunes (20m e 24m), Álvaro Morais (28m), Reinaldo Garcia (31m), Jorge Silva (37m), Vítor Hugo (42m), Eduardo Brás (43m), Gonçalo Alves (44m)

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.