O FC Porto recebeu e venceu o Barcelona por 1-0, isolando-se na liderança do Grupo A da Liga Europeia de hóquei em patins.

É sabido que num jogo deste “calibre” são os pormenores que decidem as partidas e por norma a equipa que chega primeiro à liderança no marcador dificilmente perde. E foi o que aconteceu. Num encontro extremamente equilibrado, o golo solitário de Reinaldo Garcia aos quatro minutos desequilibrou o resultado, pese embora as muitas investidas dos catalães em busca do empate. Por sua parte, o FC Porto nunca se encolheu e teve muito mérito na forma de como geriu a vantagem, acabando por ter maior ascendente ao longo de toda a partida. O sucesso do jogo portista esteve assente na irrepreensível organização defensiva, contando para isso com uma exibição de encher o olho por parte do guardião Nélson Filipe, que assumiu a titularidade devido à lesão do habitual titular Edo Bosch. Até ao apito final ambas as formações tiveram oportunidades de golo, mas a verdade é que não mais o placard funcionou, acabando o FC Porto por assegurar uma importante vitória e a liderança isolada do grupo, com nove pontos fruto de três vitórias em três jogos.

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.