Portugal sagrou-se tetracampeão europeu de sub-20 em hóquei em patins, ao vencer a Espanha, por 3-2, na final do 49.º Campeonato da Europa da categoria, disputado em Valongo.

Num jogo rápido e bem disputado, ambas as equipas procuraram criar perigo através de contra-ataques, tentando aproveitar da melhor forma os erros do adversário. A Espanha acabou por ser a primeira a chegar ao golo, aos seis minutos, por intermédio do “capitão” Jordi Burgaya.

Mas Portugal não estava disposto a entregar o jogo e intensificou os ataques, encontrando pela frente um guarda-redes espanhol bastante inspirado. Mesmo assim, nos minutos finais do primeiro tempo, a seleção lusa deu início à reviravolta. Depois de uma falta de Roger Presas, o árbitro mostrou o cartão azul e assinalou a marca de livre direto, um castigo que foi marcado por Miguel Vieira. O jogador português não desperdiçou a oportunidade e fez a igualdade.

No minuto seguinte, Luís Melo, em contra-ataque, colocou Portugal na frente do marcador, perante um pavilhão cheio e ao rubro.

A seleção comandada por Luís Duarte entrou no segundo tempo bastante determinada e, logo no primeiro minuto, aumentou a vantagem depois de uma jogada entre Miguel Vieira e João Almeida. A Espanha, a acusar algum nervosismo, sentiu grandes dificuldades para ultrapassar a barreira defensiva portuguesa e, quando o fazia em remates de meia distância, encontrava pela frente o guardião Diogo Fernandes, que fez uma exibição quase irrepreensível. No entanto, nos últimos cinco minutos, a seleção espanhola intensificou a pressão apesar de continuar a cometer erros que permitiram a Portugal controlar o jogo.

A pouco menos de um minuto do final, a Espanha reduziu, através de um livre direto apontado por Ferrant Font, mas isso não foi suficiente para tirar o título a Portugal.

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.