Um departamento de investigação de um hospital na China lançou um controverso pedido de doação de sangue apenas a mulheres virgens, de acordo com a imprensa chinesa.

O pedido partiu do hospital ligado à universidade Pequim que se dedica ao estudo do cancro, que explicou necessitar de amostas de sangue de mulheres virgens entre os 18 e os 24 anos no âmbito de uma estudo sobre o vírus HPV, de acordo com o jornal “China Daily”.

O vírus do papiloma transmite-se sexualmente e é associado ao cancro do colo do útero e, ainda que em menor media, ao cancro da garganta.

O hospital garante que o pedido está de acordo com as práticas internacionais, procurando amostras não suscetíveis de estar infetadas com o vírus HPV.

“O risco de ter contraído o HPV é menor entre as mulheres que nunca tenham mantido relações sexuais”, disse Guan Jiuping, porta-vez do estabelecimento ao “China Daily”, citada pela AFP.

As explicações da instituição surgem depois várias pessoas se terem manifestado contra o pedido, considerando-o insultuoso para as mulheres. “Não precisam de homens virgens, apenas mulheres. É isso a ciência?”, afirmou uma pessoa através de um site de microblogging chinês.

Nos fóruns na Internet, outros utlizadores saíram em defesa do hospital universitário, acusando os críticos de ignorarem as necessidades da pesquisa médica.

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.