O Presidente da Venezuela foi transferido para a residência oficial na ilha de La Orchila. Segundo o diário espanhol ABC, para que possa “viver em família a fase terminal da sua doença”.

O Presidente da Venezuela foi transferido do hospital, onde estava internado após o seu regresso de Cuba, para a sua residência oficial na ilha de La Orchila “para viver em família a fase terminal da sua doença”, avança hoje o diário espanhol ABC.

A mudança aconteceu “há vários dias” e seguiu-se a uma avaliação médica muito negativa, faz hoje uma semana. A última tomografia revelou que 35% do pulmão esquerdo de Chávez já estava afetado pelo cancro.

Após regressar a Cuba, a 18 de fevereiro, Hugo Chávez não mais foi visto em público. Nas redes sociais, a sua morte fosse antecipada vezes sem conta. Hoje, o vice-Presidente Nicolás Maduro pediu “confiança” e uma “fortaleza revolucionária” para fazer frente aos rumores. Acusou também o ABC de Espanha de ter “uma atitude manipuladora e fascistóide”.

Chávez regressou de Cuba em situação estável, mas logo surgiram graves problemas respiratórios levando, diz o ABC, à necessidade de “voltar a utilizar ventilação artificial para facilitar a respiração”.

NOTICIA EXPRESSO
COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui