A unidade antiterrorismo da polícia da Indonésia deteve quatro cidadãos turcos suspeitos de estarem ligados ao grupo extremista Estado Islâmico (EI), disse hoje um porta-voz oficial.

Jacarta, 14 set (Lusa) – A unidade antiterrorismo da polícia da Indonésia deteve quatro cidadãos turcos suspeitos de estarem ligados ao grupo extremista Estado Islâmico (EI), disse hoje um porta-voz oficial.

A equipa de elite deteve os quatro turcos, bem como três indonésios, depois de ter perseguido o carro em que seguiam no sábado, em Poso, na província central de Sulawesi, conhecida por ser um foco de extremismo, disse Boy Rafli Amar à agência AFP.

“Eles são turcos”, afirmou, confirmando a detenção e indicando que os suspeitos estão a ser investigados pela sua eventual ligação ao EI.

A Indonésia conta com a maior população de muçulmanos do mundo – cerca de 225 milhões – e abriu a sua própria ‘guerra ao terrorismo’ na sequência dos atentados de Bali, em 2002.

Jacarta estima que dezenas de indonésios tenham viajado para a Síria e para o Iraque para combater.

O Presidente da Indonésia, Susilo Bambang Yudhoyono, manifestou-se preocupado com o seu regresso, tendo pedido a agências que evitem que a ideologia radical se alastre à nação.

Ronny Sompie, outro porta-voz da polícia, disse que dois dos três indonésios detidos no sábado tinham ido buscar os estrangeiros “alegadamente pertencentes a um grupo terrorista internacional” ao aeroporto de Makassar, em Sulawesi.

“Os quatros estrangeiros conseguiram fugir para as montanhas” antes de serem capturados, disse o mesmo responsável.

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.