Foto: JN

Além da subida do IRS para o ano de 2013, outros impostos deverão subir. O imposto único de circulação, terá um aumento de 1,3%, em linha com a taxa de inflação. Veículos a gasolina de alta cilindrada superior a 2600 cc, terá um aumento de pelo menos 10%.

Os combustíveis deverão também sofrer novo aumento logo em janeiro, devido às novas medidas impostas pelo governo às empresas que exploram este mercado, recusando estas suportar os novos impostos.

Também em jogos de sorte o governo irá buscar a sua parte, em prémios superiores a 5000 euros, 20% irão diretos para os cofres do Estado.

Os fumadores terão o seu vício agravado, principalmente o tabaco de enrolar, que contará com um aumento de 1,5 euros. Cigarrilhas e charutos, a taxa passa de 15 para 25%, já para o maço de cigarros normal, o aumento deverá ter uma subida de acordo com a taxa de inflação. Mais valias e aplicações financeiras, serão taxadas a 28%.

No caso do IRS, não deverá ser só a subida do valor, mas também a descida das deduções e benefícios fiscais que o contribuinte poderá fazer. Habitação, educação e saúde continuam a permitir abater nas despesas mas com limites.

Redação iPressGlobal

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui