João Sousa fez hoje história, ao tornar-se no primeiro português a atingir a terceira ronda do Open dos Estados Unidos, na qual vai encontrar o número um mundial, o sérvio Novak Djokovic.

O número um nacional e 95.º do Mundo derrotou o finlandês Jarkko Nieminen, 41.º, por 1-6, 6-3, 3-6, 6-3, 6-4, em 2:54 horas, qualificando-se pela primeira vez para uma terceira ronda de um torneio do Grand Slam, depois de esta temporada ter estado nas segundas rondas do Open da Austrália e de Roland Garros.

O próximo adversário do luso é Djokovic, finalista vencido em 2012, que hoje sofreu um pequeno susto no primeiro parcial do embate com o alemão Benjamin Becker, ao salvar dois pontos de “set”, acabando por vencer por 7-6 (7-2), 6-2, 6-2.

Em busca de atingir a quarta final consecutiva em Flushing Meadows, Djokovic fez 13 ases, conseguiu 40 “winners” e fez 26 erros não forçados, 18 dos quais no primeiro “set”.

“Becker é um jogador de qualidade e devia ter ganhado o primeiro ‘set’. Fui feliz ao conseguir vencê-lo, mas depois disso senti-me mais confortável em campo”, referiu Djokovic.

No quadro feminino, a polaca Agnieszka Radwanska, terceira cabeça de série, e a chinesa Na Li, quinta, garantiram a presença nos oitavos de final, ao derrotarem a russa Anastasia Pavlyuchenkova, 32.ª, por 6-4, 7-6 (7-1), e a britânica Laura Robson, 30.ª, por 6-2, 7-5, respetivamente.

Uma das surpresas da ronda acabou por ser a derrota da alemã Sabine Lisicki, 16.ª pré-designada e finalista em Wimbledon, às mãos da russa Ekaterina Makarova, 24.ª, por 6-4, 7-5.

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.