Em Portugal estima-se que serão cerca de 55 mil os praticantes do Islamismo, um número que tem vindo a diminuir. A passagem da cultura e religião é feita nas madrassas, escolas islâmicas que existem um pouco por todo o país, como parte integrante das Mesquitas.

Entre a comunidade islâmica portuguesa, a grande preocupação é passar as gerações seguintes a sua cultura e religião, tendo por isso instituído o seu ensino em mesquitas, onde aos fins-de-semana se aprende a língua árabe, a ler e a interpretar o Alcorão.

Para os alunos do colégio Islâmico de Palmela, único no país, a possibilidade de mergulhar no Islamismo é uma realidade diária.alcorao Mais de duas centenas de alunos são comtemplados na sua formação com a união dos currículos estruturado pelos modelos educativo de cambridge e a aprendizagem da religião. Quem ali estuda, recebe a informação numa mistura de português e inglês, como acontece na maioria dos colégios internacionais, para além do currículo religioso que inclui a introdução à língua árabe, o estudo dos cinco pilares do Islão e a aprendizagem do Alcorão. Neste estabelecimento de ensino, o dia divide-se entre as aprendizagens curriculares e os momentos de oração, que são obrigatórios no islamismo.

O radicalismo é um tema não falado no international school em Portugal, os professores e responsáveis têm especial preocupação em passar a mensagem de que o Islão é paz.

No colégio de Palmela existem alunos que não sendo muçulmanos, nem crentes no islamismo, decidiram frequentar este estabelecimento para aprender árabe e outra cultura que não a sua. A diferença religiosa não os impede de frequentar o colégio, até porque a aprendizagem do Alcorão não é obrigatória. Como em qualquer outra escola do país o objetivo principal é oferecer aos alunos um bom serviço educativo que permita a valorização da sua formação. Portugueses muçulmanos ou não, são unidos pelo amor ao país e pelo direito à educação que respeita a diferença entre costumes e crenças.

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.