O Governo italiano decidiu oferecer um bónus de 500 euros a todos os jovens italianos, ou residentes legais no país, que façam 18 anos em 2016.

“Por cada euro destinado à segurança, deve ser investido mais um euro na cultura”, afirmou o primeiro-ministro italiano, Matteo Renzi, em novembro de 2015, citado pela ABC.

Nessa altura, o governante apresentou um pacote de investimento de dois mil milhões de euros para distribuir entre medidas de combate ao terrorismo e promoção da cultura.

Uma iniciativa destacou-se à partida no discurso de Renzi: oferecer um bónus de 500 euros a quem atingisse a maioridade no ano seguinte.

Agora, a ideia foi finalmente aprovada pelo Parlamento italiano, sendo o próximo dia 15 de setembro o ponto de partida para este projeto.

Todos os jovens italianos, ou residentes legais no país, que façam 18 anos em 2016 vão então receber esta “prenda” do Governo, que espera beneficiar cerca de 575 mil jovens.

O voucher pode ser descarregado através da Internet e pode ser usado em livros, bilhetes de cinema, concertos ou peças de teatro, entradas em museus ou parques nacionais até 31 de dezembro de 2017.

“A iniciativa envia uma mensagem clara aos nossos jovens, lembrando-os de que a comunidade os acolhe quando atingem a maioridade”, afirmou Tommaso Nannicini, subsecretário do Governo italiano, em declarações ao Corriere della Sera, citado pelo jornal espanhol.

“Também lembra quão importante é o consumo cultural, tanto para enriquecimento pessoal como para o fortalecimento da nossa sociaedade”, acrescentou.

No entanto, a iniciativa excluiu o setor da música, algo que não agradou ao presidente da Federação da Indústria Musical de Itália Enzo Mazza, destaca o El Mundo.

Num artigo assinado na versão italiana do Huffington Post, o responsável considera uma “descriminação” do Governo o facto de não se poder usar o voucher para comprar discos e músicas, tanto em formato físico como digital.

Inicialmente, esta ideia do Governo recebeu algumas críticas por ser considerada apenas uma “ação política” e que pretendia apelar ao voto destes jovens que agora já podem ir às urnas.

Apesar disso, a medida foi muito bem recebida pela comunidade jovem do país.

ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.