Uma escola de Matosinhos é a primeira a apostar em produtos biológicos. A Secundária Gonçalves Zarco quer que os alunos comecem a comer de forma mais saudável.

Depois de um estudo feito no ano letivo interior, relativamente ao peso apresentado pela população escolar, os resultados alertaram para a existência de problemas de obesidade ou excesso de peso, que se situavam numa percentagem de 30% dos alunos.

Perante tal cenário, a escola decidiu intervir de forma a incentivar os alunos para uma alimentação saudável, fazendo nascer o projeto de “Educação para a Saúde”: Da iniciativa faz parte a implementação de produtos biológicos, que se encontram disponíveis em algumas máquinas presentes na escola.

Segundo Joaquim Fontoura, professor responsável pelo projeto, a grande preocupação foi a de “Trazer à escola um produto diferente do que se oferece tradicionalmente”.

Os alunos têm assim disponíveis para o lanche, um pouco de tudo dentro dos produtos biológicos, desde bolos a sumos, barras de frutos e de cereais e até chocolates, da “ementa” fazem também parte produtos sem lactose e glúten.

O preço dos produtos biológicos é o ponto menos positivo nesta aposta de mudança alimentar, aspeto que a Secundária Gonçalo Zarco está a estudar de modo a conseguir contornar.

O projeto iniciado tem pernas para andar e passa também por uma mudança radical nas ofertas do bar da escola.

Para já os alunos parecem sensibilizados para esta questão alimentar e começam a aderir aos lanches saudáveis.

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.