As obras de ficção são o tipo de literatura que aguça mais a capacidade intelectual para discernir os pensamentos e as emoções dos outros, indica um estudo de investigadores norte-americanos.

O exercício de detetar se um sorriso é falso ou se alguém está desconfortável e de avaliar as emoções de familiares ou amigos é realizado diariamente e faz parte do desenvolvimento das relações nas sociedades humanas, assinalam os autores do trabalho divulgado na quinta-feira na revista Science.

Trata-se de um processo mental essencial definido nas ciências cognitivas como “a teoria da mente”, precisam.

Emanuele Castano, professor de psicologia na New School for Social Research em Nova Iorque, e o seu aluno de doutoramento David Comer Kidd basearam o trabalho em experiências em que pediam a pessoas para lerem histórias curtas de ficção literária, de ficção popular de qualidade inferior e de não-ficção.

Lusa

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.