As forças de segurança iraquianas prenderam um dos líderes do Estado Islâmico que tentava fugir, disfarçado de mulher, da cidade de Sharqat, no Iraque.

O líder Abu Omar al Assafi era governador da cidade iraquiana de Sharqat, que esteve sob o comando dos jihadistas desde 2014 até ser libertada, na semana passada.

Segundo a imprensa local, Al Assafi estaria a usar roupas de mulher quando se infiltrou num grupo de civis e tentou passar de maneira despercebida pelo posto de controlo do Exército.

As forças de segurança iraquianas prenderam o líder extremista e descobriram ainda um cartão de memória com detalhes de outros terroristas, incluindo os seus nomes, apelidos e moradas.

“O cartão de memória também continha documentos e instruções que pediam aos militantes ISIS para queimar casas de civis e culpar o exército iraquiano pela sabotagem”, acrescentou o IraqiNews.

Iraqi News: of captured in woman’s http://www.iraqinews.com/iraq-war/isis-wali-sharqat-captured-womans-dress/ 

Photo published for ISIS Wali of Sharqat captured in woman’s dress - Iraqi News

ISIS Wali of Sharqat captured in woman’s dress – Iraqi News

O exército anunciou, na quinta-feira, que a cidade de Sharqat está finalmente livre do Daesh, sublinhando que as forças de segurança conseguiram libertar a cidade em 72 horas.

No ano passado, vários guerrilheiros do Estado Islâmico também fugiram da Síria, vestidos de mulheres, devido aos bombardeamentos efetuados pela Rússia tendo como alvo o grupo terrorista.

A jornalista britânica Hala Jaber denunciou a situação através do Twitter, reportando que os terroristas usavam roupas femininas e chegaram até a rapar as barbas para despistarem as autoridades e viajarem para a Turquia.

BZR, ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.