O FC Porto e Sporting CP despediram-se da Liga Europa de forma inglória, ao serem derrotados nas duas partidas dos “16-avos-de-final”.

As tarefas de Porto e Sporting revestiam-se de autênticas “missões impossíveis”, mas no futebol tudo é possível e ambos os técnicos mostravam-se optimistas antes das partidas, mas na verdade os adversários alemães foram mais fortes e nem por estarem em vantagem na eliminatória facilitaram, impondo novas derrotas às equipas portuguesas.

A jogar em casa, o FC Porto apostava na reviravolta dos 2-0 trazidos da Alemanha, lembrando José Peseiro que “no futebol não há impossíveis”, e a verdade é que os Dragões até entraram melhor na partida. A jogar com raça e determinação, algo que não se via há muito nos jogadores azuis-e-brancos, o FC Porto cedo tomou conta do encontro, pressionado muito alto e impondo velocidade nas transições atacantes, para gáudio dos adeptos presentes e que acreditavam ser possível passar a eliminatória. No entanto do outro lado estava um Dortmund traiçoeiro e de grande qualidade, que soube defender e serenar o ímpeto portista dos primeiros 15′, arrumando com a eliminatória no primeiro lance de perigo dos alemães, com Aubameyang aos 23′ a introduzir a bola dentro da baliza portista, a meias com Casillas.

Danilo foi "gigante" no meio campo azul-e-branco
Danilo foi “gigante” no meio campo azul-e-branco

O golo foi um autêntico “balde de água fria”, deixando os portistas a precisarem de marcar quatro golos para seguir em frente. Os Dragões demoraram a recompor-se do golo sofrido e apenas nos últimos minutos da primeira parte voltaram a criar perigo com Evandro a falhar o golo por centímetros (41′) e, no minuto seguinte, um cabeceamento de Varela obrigou Bürki a uma defesa muito difícil.

No reatar da partida e já conscientes do adeus à Europa, o FC Porto não foi capaz de “sufocar” os alemães, que se limitaram a gerir a bola e a partida. Ainda assim, Brahimi por muito pouco não deu justiça ao resultado, quando aos 87′ enviou a bola à trave da equipa germânica.

Por seu turno, o Sporting apesar da boa exibição conseguida na Alemanha frente ao Bayer Leverkusen, não foi capaz de evitar nova derrota, desta feita por 3-1 (0-1 na primeira mão).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui