O hóquei em patins é a modalidade que mais títulos internacionais, em termos coletivos, concedeu a Macau.

A Associação de Patinagem de Macau organiza entre 20 e 24 de janeiro um curso de formação de novos árbitros de hóquei em patins, a modalidade que mais títulos internacionais tem dado à Região.

Em declarações à agência Lusa, António Aguiar, presidente da Associação de Patinagem de Macau, explicou que o curso visa formar novos juízes e promover a “reciclagem” dos atuais árbitros devido às novas regras introduzidas na modalidade.

“É mais um passo que damos para a promoção da modalidade e para a sua modernização apesar das dificuldades com que nos deparamos sempre ao não possuir um recinto permanente para desenvolver eficazmente a patinagem em Macau”, disse.

O curso de formação será ministrado por Fernando Graça, presidente do Comité Europeu de Hóquei em Patins e primeiro vice-presidente da Federação Portuguesa de Patinagem, o “principal mentor das novas regras do hóquei em patins”, explicou António Aguiar.

Em Macau estará também Luís Rei, um antigo árbitro internacional, membro do Comité Internacional de árbitros e do Comité Europeu de Arbitragem. Até agora e com as inscrições ainda abertas, António Aguiar conta com a participação de cerca de 20 candidatos a árbitros da Índia, Paquistão, Taiwan, Malásia, China e Macau. Além da parte teórica do curso, os participantes irão ainda colocar em prática aquilo que aprenderam com a participação dos atletas do hóquei em patins de Macau.

O hóquei em patins é a modalidade que mais títulos internacionais em termos coletivos, concedendo a Macau nove medalhas de campeões asiáticos da especialidade, seis das quais consecutivas.

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.