Mais de 50 pessoas terão sido mortas por membros de uma milícia árabe armada com metralhadoras em Darfur, no oeste do Sudão, segundo relatos de habitantes locais à agência France Press.

“Eles usaram as Douchka (metralhadora pesada), queimaram 30 casas e mataram 53 pessoas”, disse um morador de El Sireaf, uma cidade no norte de Darfur, onde está refugiada a maior parte das dezenas de milhares de pessoas deslocadas devido ao conflito registado no início do ano.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui