Um militar foi hoje morto perto de um quartel londrino por dois indivíduos, feridos entretanto a tiro pela polícia, num ataque que o primeiro-ministro, David Cameron, classificou como “manifestamente terrorista”.

Ao falar em Paris, durante uma conferência de imprensa conjunta com o Presidente francês, François Hollande, Cameron disse que o ataque ao presumível militar era “um ato bárbaro (…) manifestamente de natureza terrorista”.

No que foi considerado um movimento dramático, o comité governamental para as respostas de emergência foi convocado, depois do assassínio, que algumas testemunhas descreveram como uma tentativa de degolação com objetos cortantes semelhantes a machetes.

Alguns relatos anteriores sugeriram que o ataque poderia ter sido de inspiração islamita, apesar de não ter havido confirmação oficial.

LUSA

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui