- Pub -

Um objecto metálico cilíndrico de 3,7 metros de comprimento caiu numa localidade nas montanhas da Birmânia, próximo de uma mina de jade. As autoridades ainda não conseguiram identificar o misterioso objecto.

A queda do objecto aconteceu nesta quinta-feira, 10 de Novembro, acordando os moradores da região montanhosa com vibrações e um estrondoso barulho no início da manhã.

Segundo o The Myanmar Times, não houve quaisquer feridos, mas o objecto estragou uma tenda usada por trabalhadores de uma mina de jade e um forte cheiro a queimado espalhou-se pela localidade,

“Primeiro pensamos que fosse um ataque. A explosão abanou as nossas casas. Vimos o fumo desde a nossa vila”, diz o habitante local Daw Ma Kyi, citado pelo Live Science.

À primeira vista, o objecto parece pertencer a um avião.

“Acho que é uma turbina porque encontrei um diodo e fios de cobre na parte de trás do objecto”, refere outro habitante da zona, Ko Maung Myo.

O governo ainda não confirmou a origem do objecto e já está a enviar especialistas para o local para investigar o caso.

Um ex-membro do governo alega que o objecto parece mais uma parte de um foguetão do que um motor de um avião comercial.

No mesmo dia, a China anunciou o lançamento bem sucedido do foguetão Long March Rocket 11, que transportava cinco satélites e o XPNAV-1 (Maichong Xing Shiyan Weixing), uma nave espacial de 240 kg, com dois detectores que usam emissões de raios-X para navegar.

Os detritos metálicos que se soltam dos foguetões são normais, aquando dos lançamentos. A possibilidade de alguém ser atingido pelos detritos imediatamente após um lançamento é surpreendentemente alta: de 1 em 3.200, segundo Mark Matney, um dos cientistas da NASA em Houston.

Além das partes que se soltam dos foguetões, também podemos ser atingidos pela enorme quantidade de lixo espacial que existe ao redor do planeta.

Em 2010, havia, pelo menos, 500 mil partes de lixo espacial maiores que uma bola de berlinde orbitando o planeta. Dessa quantia, 20 mil são pedaços maiores que uma bola de softball, de acordo com a NASA.

Em 2012, a Suíça propôs criar uma espécie de trabalhador de limpeza espacial para limpar parte deste lixo.

ZAP / HypeScience

- Pub -

Deixe o seu comentário