foto: ALPHA ONE MEDIA / CHRISTOPHER REEVE

Mike Webb, Loris Capirossi e Fanco Uncini explicaram em conferência de imprensa as razões da decisão.

Depois da alteração dos horários da corrida de MotoGP e de  vários adiamentos que se prolongaram  desde as 11:30h até às 16 horas foi finalmente tomada a difícil decisão do cancelamento do  GoPro British Grand Prix – Silverstone, motivos,  a chuva não parar de cair, os pilotos da categoria rainha e a direção da corrida  considerarem  inseguras as condições da pista. Pesou certamente também nesta decisão a queda Tito Rabat que nos treinos de sábado em que o aquaplaning na pista o levou a fraturar a perna em 3 locais.

Mike Webb (Race Director): “Era óbvio que as condições da pista não eram seguras. Depois de uma consulta aos pilotos, atrasamos o início para ver se as condiçõ

es melhoravam.  Apesar de a chuva começar a diminuir, o circuito não se encontrava  em condições de segurança para a corrida. Então, tomamos a decisão muito difícil e lamentável de a cancelar. ” continuando Webb   “Tivemos aqui  anos  em condições muito semelhantes com o asfalto  antigo e pudemos correr. Este ano, com o novo asfalto, pela primeira vez encontrámos muita água parada em lugares críticos na pista

O cancelamento , é resultado do novo asfalto, do ponto de vista do circuito, a equipa fez um esforço incrível durante todo o fim de semana, não apenas hoje, para tornar a pista segura. Até ao último minuto estavam a tentar limpar a água da pista , mas infelizmente não pudemos combater a natureza. ” Questionado sobre como impedir que isto de novo aconteça no futuro:  “Obviamente queremos ter um GP britânico, o clima desta região significa que temos de esperar chuva e que o asfalto tenha capacidade com isso.”

Franco Uncini, (Grand Prix Safety Officer):  “Tivemos uma discussão ontem (sábado) sobre a melhoria do asfalto. Está a decorrer uma investigação sobre o sucedido que  cerca de seis semanas para nos informar de qual é  o problema. Vamos esperar para ver o resultado… mas com toda a certeza será necessário um novo tipo de asfalto ”.

Uncini continuou, dizendo que quando veio verificar o novo asfalto, ele estava em muito bom estado. Então, quando se deteriorou? “Foi confirmado pelo Cal Crutchlow, que fez um teste com a mota um mês depois, então disse que era perfeito. Mas, descobrimos durante a Fórmula 1 que o circuito tinha pequenas lombas. A degradação ocorreu  entre  março e julho. “

Loris Capirossi (MotoGP™ Safety Advisor ): “Fizemos uma reunião hoje (domingo) para compreender as ideias dos pilotos e quando tentámos começar a corrida pela primeira vez, disseram  que havia  água parada na pista em  todo o lado. Por isso que adiamos a corrida.

Eu e o Franco fizemos verificações à pista a cada meia hora para ver se a situação melhorava, mesmo com muito pouca chuva. Falámos com os pilotos que afirmaram que as condições da pista estavam muito perigosas, com grandes riscos de aquaplaning… assim, decidimos tendo em conta a opinião quase unânime dos pilotos presentes na reunião, não correr. ”

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.