No passado fim de semana, faleceu aos 24 anos, o piloto espanhol Luis Salom, um dos mais carismáticos pilotos de Moto 2, na curva 13 do circuito da Catalunha, na sequência de um acidente durante os segundos treinos livres para o Grande Prémio da Catalunha.L Salon2

O piloto português, Miguel Oliveira, conseguiu, apesar de tudo,  o seu melhor resultado de sempre em Moto2, na sua época de estreia. Com mais uma corrida empolgante demonstrou, novamente, solidez e um crescimento incontestável de corrida para corrida. O piloto luso da Leopard Racing largou da 15ª posição para, mais uma vez, conseguir subir várias posições durante a corrida até chegar ao 9º, e depois ao 8ª lugar, conquistado nos últimos momentos já na reta da meta. Miguel Oliveira deixou, assim, muitos pilotos com experiência para trás numa categoria que, como se tem visto, está cada vez mais competitiva.

Miguel Oliveira (Leopard Racing):  “Hoje a corrida correu bastante bem, apesar de ter sido um fim-de-semana negro no geral para toda esta família e para todo o paddock. Consegui fazer uma boa corrida, manter um bom ritmo, não cometer erros e no final acabar na minha melhor posição (8º) até ao momento.”

Não esconde, no entanto, a tristeza que todos sentiram neste fim-de-semana e as dificuldades que tiveram:

“Obviamente que qualquer resultado obtido acaba por nos dar um sentimento misto por nem sequer termos tido tempo para perceber as coisas, ou para entender o que se passou. Tivemos que por tudo para trás das costas, mas obviamente que agora vamos refletir e tentar voltar com mais vontade.”

Antes de partir para Assen, o piloto luso, fará parte da equipa Parkalgar Yamaha Racing  nas 12 Horas de Portimão (10 e 11 de Junho),

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui