Terminaram os três dias do teste oficial Moto2 ™ no Circuito de Jerez que decorreram com com um ritmo impressionante pois cinco pilotos, superaram o melhor tempo de Sam Lowes de 2016.

O espanhol Alex Marquez (Estrella Galicia 0,0 Marc VDS) irmão do penta campeão do mundo de MotoGP™,  foi o  mais rápido, seguido do companheiro de equipa o  italiano Franco Morbidelli a apenas um décimo de segundo, com o  piloto português Miguel Oliveira (Red Bull KTM Ajo) numa brilhante terceira posição a três decimas, seguido do suiço Dominique Aegerter (Kiefer Racing), na quinta posição Jorge Navarro (Federal Oil Gresini Moto2) acumulou com a volta mais rápida de um rookie nestes pré-testes.

Alex Marquez (Estrella Galicia 0,0 Marc VDS): “Estou muito contente, de manhã sentia-me muito bem e por isso puxei e bati a barreira de 1:42 segundos (1:41,989). Não chegámos a fazer uma simulação de corrida, mas estamos contentes e ansiosos pelo Qatar”

Franco Morbidelli (Estrella Galicia 0,0 Marc VDS):” Fizemos sempre progressos na mota durante estes três dias. Estamos com uma boa base, vamos ver como se comporta nos outros circuitos”

Miguel Oliveira (Red Bull KTM Ajo): “Nunca foi o nosso principal objectivo fazer um tempo referência, mas quando aconteceu foi naturalmente bem-vindo. Tentámos melhorar o tempo do primeiro dia, onde fomos os mais rápidos não conseguimos, mas também não estávamos aqui para bater records. Acima de tudo, colocámos um ponto final nalgumas dúvidas que tínhamos e que foram esclarecidas não apenas no primeiro dia mas também nos restantes pois a nossa moto esteve sempre muito competitiva. Depois destes três dias estamos mais tranquilos quanto ao nosso potencial”

Jorge Navarro (Federal Oil Gresini Moto2): “ Sim, foi muito bom, demos vários passos em frente, especialmente de ontem para hoje onde melhorámos imenso. Senti-me bem, por isso consegui puxar mais. Também com  pneus usados rodámos rápido. Andei sempre sozinho, o que mostra que temos margem para progredir”.

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui