foto: ALPHA ONE MEDIA / CHRISTOPHER REEVES

A classe de Moto2 ™ é  notoriamente uma das mais difíceis e competitivas do leque de corridas (Moto3 e MotoGP) que compõem o MotoGP. Dos candidatos ao título a vencedores de corridas e pilotos que poderão alcançar o pódio em 2018 fazem parte uma longa lista de pilotos.

Miguel Oliveira (Red Bull KTM Ajo) é um desses candidatos. Depois de uma sequência impressionante de três vitórias seguidas para concluir 2017, o piloto português vai querer começar o ano de onde parou – assim como a KTM no seu segundo ano na classe intermédia.

O seu companheiro de equipa, o Campeão do Mundo de Moto3 ™ de 2016, Brad Binder, é outra esperança das máquinas austríacas, conseguindo já obter os primeiros pódios de Moto2™, na época passada.

Outro vencedor de várias corridas da temporada passada foi o irmão do campeão do Mundo de MotoGP Alex Marquez (EG 0,0 Marc VDS). Campeão do Mundo de Moto3™ de 2014 foi incansavelmente rápido nos testes de pré-época de Jerez e da Catalunha. Uma Lesão no meio da temporada passada afetou o resto da temporada, mas este ano,  já demonstrou que a sua lesão foi ultrapassada. Alex Marquez com a sua Kalex, é um piloto de ponta na luta dos fabricantes de chassis.

Francesco Bagnaia (Sky Racing Team VR46) estreante em 2017, conquistou seu primeiro pódio no dia em que Marquez conquistou sua primeira vitória em Jerez, e o italiano chegou à classe intermediária com um estrondo, pretende mudar para a classe MotoGP™ já em 2019, por isso mais um sério pretendente ao título.

Sam Lowes (Swiss Innovative Investors) regressa ao Moto2™ numa KTM após um ano na categoria rainha em Aprilia, é pela sua experiência um mais um candidato a vencer a categoria. A mudança de equipa para a moto que venceu as três  ultimas corridas consecutivas no ano passado são bons presságios, e Lowes liderou o terceiro e último teste de pré época em Jerez. O seu objetivo é alto e claro: o Campeonato do Mundo de Moto2 ™.

Outros candidatos nesta temporada podemos incluir ainda Mattia Pasini (Italtrans Racing Team), que venceu em Mugello no ano passado e esteve sempre na frente. Lorenzo Baldassarri (Pons HP 40) que também já venceu, e o estreante da Luca Marini ( Sky Racing Team VR46) , sempre com bom ritmo na pré-temporada.

Outros candidatos, Danny Kent não vai estar sozinho e sentirá a pressão de Fabio Quartararo (Speed Up Racing) partilham a mesma box, o malaio Zulfahmi Khairuddin (Petronas Sprinta Racing) regressa às competições de Moto2 ™, Xavi Vierge e Marcel Schrötter (Intact Dynavolt GP) apontam para a glória, assim como  outro nome familiar Hector Barbera (Pons HP 40).

Em suma, a classe de Moto2™ é uma das competições mais difíceis do mundo, onde todos os pilotos  contam. Não é fácil a tarefa de substituir o atual campeão Ítalo-Brasileiro Franco Morbidelli,  mas esperamos todos que continue a falar português

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui