Miguel Oliveira tem seis participações no traçado italiano, em metade delas conseguiu um triunfo e dois quartos lugares.

COMO Será DOMINGO? Aceitam-se apostas…e a minha é a de que vai Ganhar!

Em mais uma corrida, uma “ nova pista” para Miguel Oliveira reunir dados para a sua KTM Moto2. No GP de Muggelo Miguel Oliveira tem optimas recordações:

A primeira visita de Miguel Oliveira a Mugello no mundial ocorreu em 2011, quando corria com uma Aprilia da Andalucia Banca Civica. Qualificou-se em 11.º e acabou em oitavo, numa corrida em que o segundo lugar foi para Johann Zarco, nas 125cc.

No ano seguinte, aos comandos da Suter Honda da Estrella Galicia 0,0, Miguel Oliveira rodou perto do top dez nos treinos livres mas não foi além do 16.º posto na qualificação. Na corrida o luso recuperou até ao sétimo lugar mas uma queda complicou-lhe a vida. O jovem de Almada ainda continuou, mas pouco depois teve de ir para as boxes e abandonar.

Um grande resultado esperava Oliveira no GP de Itália em 2013. Agora na Mahindra, o português qualificou-se em sexto. Na corrida esteve em grande plano e chegou a liderar a corrida, mas não teve andamento para as KTM de Salom, Rins e Viñales, acabando em quarto.

Se em 2013 Oliveira esteve bem, em 2014 esteve brilhante. Partiu do 19.º lugar na grelha mas ganhou 15 posições e no final foi novamente quarto, com o pódio a fugir-lhe uma vez mais.
Depois de ser segundo no FP3 em Mugello em 2015, já com as cores da Red Bull KTM Ajo, Oliveira fez uma qualificação em 11.º, apenas para na corrida brilhar ao mais alto nível e conseguir a primeira vitória da carreira nesta classe!
Acabando como comecamos:
COMO Será DOMINGO? Aceitam-se apostas…e a minha é a de que vai Ganhar!
GO #44 GO!

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.