A fazer todas as corridas do Mundial desde 2011, Miguel Oliveira (Red Bull KTM Ajo) fez história no circuito de Mugello ao tornar-se no primeiro piloto português a vencer um Grande Prémio do Campeonato do Mundo de MotoGP™.oliveira1

O fim‑de‑semana até nem começou da melhor forma e foi marcado por altos e baixos em termos de resultados nos treinos livres e qualificação, com o luso a partir da 11ª posição da grelha, e com um início de corrida complicado. Mas tudo isso fez apenas com que este primeiro triunfo de Oliveira fosse ainda mais brilhante.

Uma má  partida levou a que Oliveira efectuasse as primeiras oito voltas no meio do pelotão, chegando mesmo a rodar em 14º, mas tudo mudou à nona passagem pela reta da meta. Vindo então do nono lugar na volta anterior, o piloto português disparou para a frente da corrida e por aí se manteve até final por entre muita pressão dos rivais.

Antes do final, a seis voltas da bandeira de xadrez, Miguel ainda viu Romano Fenati passar para frente, mas não tardou a responder e na volta seguinte regressava ao primeiro posto, posição que manteve até ao cair do pano, isto apesar de na última volta ainda ter rodado em quarto na parte de trás enorme circuito de Muggelo.oliveira 2

Contudo, Miguel  Oliveira estava determinado e recuperou a liderança para não mais a perder e obteve assim com toda a justiça a primeira vitória da sua carreira e, com isso, fazer tocar a Portuguesa pela primeira vez numa prova do Mundial de MotoGP™.

Seguiram-se o líder do Campeonato Danny Kent (Leopard Racing) que na tinha vespera obtido a pole position a 0,071s de Miguel Oliveira  e em terceiro o italiano da equipa de Valentino Rossi, Romano Fenati (SKY Racing Team VR46) sem argumentos para repetir o triunfo dkente há duas semanas em Le Mans.

Miguel  Oliveira (Red Bull KTM Ajo):“Tive receio que me passassem antes da meta, mas tentei durante várias voltas e já sabia de ontem que estava muito forte na última curva. Disse, na grelha, que não queria liderar na última volta, mas não tive outra opção. Contudo, penso que foi melhor assim. É um grande dia para mim, estou muito contente.”

Danny Kent(Leopard Racing) : “Não queria liderar na última curva porque podemos perder a corrida. Mas estou muito contente por estar no pódio, éramos 15 a tentar vencer e a corrida podia ter sido ganha por qualquer um, com a longa recta e o cone de ar. O mais importante é que aumentámos a vantagem no campeonato e estou muito feliz.”fenati

Romano Fenati (SKY Racing Team VR46): “Foi uma corrida muito disputada, lutámos muito e foi muito, muito difícil. O pneu perdeu rendimento muito rapidamente, mas estou contente porque de manhã, no warm up, não estava satisfeito com a moto e agora estava um pouco melhor. Seja como for, estou contente porque o pódio é sempre importante e reduzimos a diferença para a frente do campeonato.”

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.