A corrida de Moto3™ foi absolutamente emocionante de início até ao fim.

Miguel Oliveira (Red Bull KTM Ajo) partiu da primeira linha e foi de imediato para a liderança, ainda tentou isolar-se no início, mas os rivais não largaram e conseguiu uma extraordinária corrida.kent

Sempre com forte oposição de Danny Kent, Fabio Quartaro e do colega de equipa Brad Binder, o português esteve soberbo, atacando nos momentos certos e só não se estreou a vencer por menos de um décimo de segundo numa corrida onde a vitória podia ter ido para qualquer um dos quatro.

A corrida começou com Dany Kent (Leopard Racing) veio do terceiro posto da grelha para a terceira vitória consecutiva, mas desenganem-se os que pensam que se tratou de mais um passeio rumo ao mais alto do pódio. O britânico teve, provavelmente, a corrida mais disputada da época e garantidamente a vitória mais árdua até ao momento, mas isso também foi algo que o piloto tinha pedido na Argentina depois de dizer que sentia falta das lutas pelo triunfo.

A menos de um décimo de segundo ficou Miguel Oliveira, que parece ter voltado ao pleno da forma. O piloto da Red Bull KTM Ajo começou a corrida na liderança e esteve também envolvido na luta pela glória de início a fim. E, pode dizer-se, só não assinou a primeira vitória da carreira por acaso, pois o triunfo estava ao alcance de qualquer um dos quatro primeiros e acabou por ser decidido, como esperado, na última curva.corrida 1

Aliás, e em toda justiça, o mesmo se pode dizer de Kent, que só não foi parar fora da pista, em conjunto com Oliveira, na última curva por sorte e também mestria. O estreante Fabio Quartararo, que passou pela liderança várias vezes e vendeu cara a vitória, erro ao travar demasiado tarde à entrada para a Curva 13 e acabou mesmo por tocar em Kent. O britânico e o luso mantiveram o sangue frio, não perderam o controlo das respectivas montadas e rumaram ao pódio enquanto o jovem gaulês acabou relegado para quarto.

Enquanto isso, Brad Binder também tentou a sorte. Muito forte desde o início da corrida, o sul-africano partiu da quarta posição da grelha e rodou sempre no grupo da frente e chegou mesmo a rodar em segundo, mas no final teve de se contentar com o mais baixo do pódio, ajudando assim ao que foi o melhor resultado da Red Bull KTM Ajo até ao momento este ano

Dany Kent ( Leopard Racing): “Sabia que o Fabio ia tentar, ele esteve forte todo o fim‑de‑semana e ia tentar ganhar, mas acho que os três tínhamos o mesmo plano para a última curva e queríamos ir por dentro. Ficámos todos juntos e por sorte não caímos. Estou muito contente com mais uma vitória. Obrigado à equipa e aos patrocinadores.”

Miguel Oliveira (Red Bull KTM Ajo):  terminou a  menos de 1 decimo de segundo  de kent “Queria fechar o máximo possível, é claro. Só havia espaço para um piloto e no final apareceu o Fabio. Tive sorte em não cair. Depois desta luta e desta corrida, terminar finalmente no pódio é muito bom para nós. Não ganhámos e o Kent continua a liderar o Campeonato, mas o nosso objectivo é recuperar o máximo de pontos possível e continuar a trabalhar assim.”

Brad Binder (Red Bull KTM Ajo):  na terceira posição após emocionante batalha. “Lutei muito nas últimas três voltas, foi muito difícil acelerar. No início estava a sentir-me muito bem no grupo, mas assim que os pneus começaram a perderaderencia tive de lutar muito. Mas estou muito contente por estar no pódio, passaram algumas corridas desde o último [pódio]. Diverti-me muito nesta corrida, com uma luta muito gira e estou ansioso pelas próximas corridas.”

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.