foto: ALPHA ONE MEDIA / CHRISTOPHER REEVES

Com uma qualificação pouco favorável, partiu da P15ª no primeiro GP do ano,  foi ganhando posições rodando praticamente  toda a corrida naP10 mas problemas com o pneu dianteiro fizeram o representante luso baixar o ritmo para acabar cruzando a meta na P13,  ainda assim conquistando os primeiros três pontos da temporada.

Miguel Oliveira (Red Bull KTM Factory Racing):‘Terminámos um pouco mais à frente face ao nosso ponto de partida, o que é bom e sabemos que o nosso potencial é muito maior. Não conseguimos terminar melhor devido ao pneu dianteiro, perdemos muita aderência antes de cumprir metade da distância de corrida e isso comprometeu a nossa performance e perdi sempre tempo para evitar uma queda. Sentimos que a nossa moto é forte mas não conseguimos competir ao longo de uma corrida com este composto de pneu.’

A próxima corrida realiza-se neste mesmo circuito e veremos se o 13 é um número de sorte para Miguel Oliveira para a época já no próximo fim‑de‑semana.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui