foto: ALPHA ONE MEDIA / CHRISTOPHER REEVES

Johann Zarco (Pramac Racing) conseguiu o melhor tempo esta sexta-feira no GP da Áustria em Spielberg, batendo o campeão do mundo Joan Mir por uns monstruosos oito décimos de segundo.

FP1

Zarco é desde hoje, piloto de MotoGP ™ mais rápido de sempre no Red Bull Ring, com o tempo de 1: 22.827 estabelecido na FP1, o francês estabeleceu um novo recorde de volta mais rápida de todos os tempos e mais um dos candidatos à vitória da parte da Ducati no Bitci Motorrad Grand Prix von Österreich.  O campeão em título e com o do pódio averbado na semana passada no GP da Estíria, Joan Mir, foi segundo, logo à frente de seu companheiro de equipa Alex Rins (Team Suzuki Ecstar). Ambos salientaram que apesar das boas posições ainda  precisam de trabalhar na travagem.

Takaaki Nakagami (LCR Honda Idemitsu) foi quarto na FP1, liderando a meio da sessão durante algum tempo e manteve o seu status de melhor Honda na Áustria, com Aleix Espargaro (Aprilia Racing Team Gresini) num quinto lugar, demonstrando que a marca de Noale, se encontra cada vez mais perto do pódio em todos os circuitos.

O único drama foi um problema técnico para Fabio Quartararo (Monster Energy Yamaha MotoGP) na Curva 9 no final da sessão mas o francês levantou a mão para avisar os pilotos e seguiu.

FP2

A chuva caiu muito pouco antes do final do Moto3 ™ FP2, o que deixou a classe rainha com a pista do  Red Bull Ring muito molhada também para o FP2. Consequentemente, ninguém melhorou, mas um piloto estabeleceu um benchmark incrível: Iker Lecuona (Tech3 KTM Factory Racing). O espanhol terminou a sessão com impressionantes 3.397 segundos de vantagem depois de colocar slicks para o ataque final.

Marc Marquez (Repsol Honda Team) ainda assumiu o comando durante algum tempo. Mas Lecuona reagiu com slicks, competindo apenas consigo mesmo pela P1.

Zarco foi segundo nesta sessão, com Aleix Espargaro (Aprilia Racing Team Gresini) a poucos décimos de segundo em terceiro, Marquez terminou em quarto e Jack Miller (Ducati Lenovo Team) completou os cinco primeiros.

Francesco Bagnaia (Ducati Lenovo Team) saíu na Curva 4, assim como  Joan Mir na Curva 10.

Tempos combinados

A tabela FP1 é igual à dos tempos combinados devido às alterações climáticas, com Zarco a manter as suas oito décimas de vantagem para sábado. Mir é o segundo à frente de Rins, com Takaaki Nakagami a ser o último homem dentro do mesmo segundo. Aleix Espargaro completa os cinco primeiros.Fabio Quartararo   foi o sexto, à frente de Alex Marquez (LCR Honda Castrol) em sétimo. Bagnaia foi a segunda máquina de Borgo Panigale na P8, com Marc Marquez (Repsol Honda Team) e o vencedor do GP da Estíria, Jorge Martin (Pramac Racing) a completar a lista dos dez primeiros divididos por 1,217segundos. Se retirarmos o tempo de Zarco, a diferença entre o segundo Mir e o decimo Martin é de apenas 0,419 segundos, demonstrativo da competitividade do MotoGP.

Com a previsão de melhoria do tempo para sábado, tudo pode variar, inclusive com  os pilotos Miguel Oliveira e Brad Binder (Red Bull KTM Factory Racing), que terminaram o dia em P15 e P16, respectivamente, bem como Jack Miller logo atrás deles em 17º a procurarem melhores posições na grelha de partida para domingo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui