foto: ALPHA ONE MEDIA / CHRISTOPHER REEVES
Maverick Vinales permanecerá à margem no próximo fim-de-semana do Grande Prémio de MotoGP Britânico, uma vez que a Yamaha não lhe permitirá correr em Silverstone.
Vinales vencedor da primeira corrida do ano no Qatar, não irá correr no GP Britânico, o que demonstra que o pedido de desculpas do piloto catalão, não foi aceite pela Yamaha.
Cal Crutchlow, atualmente o piloto de testes da Yamaha, substituiu o lesionado Franco Morbidelli na Petronas SRT na jornada dupla no circuito Austriaco e deveria fazer o mesmo em Silverstone.
Teoricamente  seria o piloto de testes da Yamaha Cal Crutchlow a assumir  a segunda M1 de fábrica ao lado de Fabio Quartararo no o seu Grande Prémio caseiro, mas os fracos resultados do Inglês deitaram tudo a perder.
O lugar de Maverick Vinales na equipa SRT para o GP Britânico será ocupado pelo outro piloto britânico da SRT Moto2 Jake Dixon, que fará a sua estreia em MotoGP perante os fans ingleses em casa.
A SRT vai assim, usar a corrida no GP Britânico, para avaliar Dixon como uma das suas opções para a época de 2022, na procura da equipa por um novo alinhamento de pilotos, na sequência da promoção de Morbidelli à equipa de fábrica em 2022 para o lugar de Vinales e da anunciada retirada de Valentino Rossi no final desta época.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui