Jorge Lorenzo dominou a bel-prazer em Brno, conseguiu assim repetir o triunfo de 2010 e  assumir a liderança do Campeonato do Mundo de MotoGP após imperial vitória em Brno.

O espanhol da Movistar Yamaha MotoGP não deu hipóteses aos rivais ao liderar a 11ª jornada da época de início a fim. O colega de equipa Valentino Rossi ainda tentou manter a liderança da geral, mas a má partida e o impressionante ritmo de Lorenzo revelaram-se inigualáveis.lorenzo

Jorge Lorenzo: “Para ser franco, o tempo esteve mais quente de manhã. Não havia nuvens, pelo que estava um pouco preocupado com o pneu médio no final da corrida. Mas foi com estes pneus que me senti melhor, pelo que decidi correr com eles e consegui abrir uma vantagem ao cabo de seis voltas. Aos poucos fui aumentando a vantagem, mas foi duro. A moto estava a patinar muito, o que me obrigava a ter cuidado com o acelerador. Felizmente consegui bater o Marc e consegui esta importante vitória para o Campeonato. Agora é mais complicado para o Marc recuperar.”

O Campeão do Mundo Marc Márquez voltou a terminar no pódio, mas desta feita não logrou a vitória e teve de se contentar com o 2º posto.mm

 

Marc Márquez: “Sei que era difícil vencer a corrida hoje, mas o meu objectivo era estar na frente do Valentino e isso eu consegui. No início tentei segui-lo [Lorenzo] e consegui-o com os pneus novos nas primeiras cinco ou seis voltas. Mas depois os pneus começaram a perder e lutei com aderência traseira e com sensações estranhas. Mas a vantagem para o Valentino já era grande, pelo que me esqueci do Jorge e tentei apenas manter as diferenças. Demos o máximo hoje. Este é um dos circuitos onde sabíamos que iríamos lutar, mas mesmo assim conseguimos terminar em segundo.”

Valentino Rossi não tirou partido da primeira linha da grelha e acabou mesmo por perder a liderança do Campeonato ao terminar em 3º.

 

Valentino Rossi: “Não creio que tenham sido os pneus duros. Escolhi o melhor pneu para mim, mas infelizmente fiz uma má partida, o que me fez perder algum tempo nas primeiras voltas. Mesmo assim, não tinha o ritmo necessário. O Jorge e o Marc estavam mais rápidos que eu e tive algumas dificuldades a pilotar a moto. Tentei puxar, mas não fui suficientemente rápido nem forte para vencer a corrida.”

Andrea Iannone piloto da Ducati Team, terminou em quarto no bwin Grande Prémio da República Checa, em Brno, apesar de problemas com a moto.iannone

Andrea Iannone: “Temos de estar optimista com o resultado porque acredito que fiz o melhor que podia. Foi uma corrida em que podia ter lutado pelo pódio, pelo que temos mesmo de descobrir o que se passou porque o meu motor não tinha tanta velocidade como no resto do fim‑de‑semana. Estava a perder muito nas rectas, pelo que tive de compensar puxando muito forte nas travagens. De todas as formas estou contente por termos conseguido este resultado mesmo com o problema porque significa que encontrámos uma afinação excelente para a minha GP15. Em conjunto com a equipa conseguimos melhorar a moto e cada sessão e fizemos um trabalho incrível. Finalmente estamos de novo competitivos e isso dá-nos muita motivação para as próximas corridas.”

Mesmo condicionado por lesão no pé, devido à queda sofrida no primeiro dia de treinos, Pedrosa partiu de 9º para terminar o bwin Grande Prémio da República Checa em 5º.

Dani Pedrosa: “Não fiz uma partida perfeita, mas também não fiz má partida. Quando entrei na pedrosaprimeira curva o Hernández veio por dentro muito forte e tive de levantar a moto. Consegui evitar o pior, mas quando me voltei a inclinar, à saída da curva, veio o seu companheiro de equipa que também me apertou. Perdi muitas posições aí. O meu ritmo não foi como o da manhã e não tinha sensações tão boas com a moto porque estava a sentir dificuldades com a parte da frente. Custou-me muito recuperar, mas no final cheguei ao Dovizioso e ao Iannone. Foi muito complicado passar as Ducati na última volta. Foi um fim‑de‑semana difícil, mesmo tendo sido capaz de trabalhar melhor no domingo graças à fisioterapeuta e a alguns medicamentos.”

Tal como o colega de equipa na Ducati Team, Andrea Dovizioso acabou por não conseguir terminar a corrida em melhor posição que aquela em que partiu, mas voltou a rodar entre os da frente e, mais importante que isso, logrou terminar no Top 6 pela primeira vez em seis corridas.dovi

Andrea Dovizioso: “Estou muito satisfeito com a corrida porque antes da partida não tinha grandes sensações com a minha GP15 e estava um pouco longe do ritmo. Contudo, temos de encontrar forma de melhorar a frente porque esta moto não vira da forma que gostaria; isto é um grande problema porque assim não consigo puxar forte e foi isso que me aconteceu na corrida este domingo. Na próxima semana vamos testar em Misano, o que certamente nos será útil para tentarmos resolver estas questões.”

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.