- Pub -
foto: ALPHA ONE MEDIA / CHRISTOPHER REEVES

A segunda Conferência de Imprensa, de quinta-feira do espetacular Red Bull Ring para o CryptoDATA Motorrad Grand Prix von Österreich, contou com Marco Bezzecchi  acompanhado por Alex Marquez e Marc Marquez.

Marco Bezzecchi (Mooney VR46 Racing Team): “Em Silverstone, como disse no domingo, infelizmente cometi um erro que me fez cair. Foi uma pena, mas a velocidade estava lá e a minha confiança na moto era boa. Por isso, no geral, não posso dizer que não tenha sido um fi de semana positivo, pelo que estou ansioso por voltar a montar na moto. Esta é uma pista de que gosto muito e espero que o tempo esteja bom. Mal posso esperar”.

O que é que gosta na pista?
“Bem, é uma pista especial. Parece fácil vista de fora, mas não é por causa das diferentes inclinações da pista e da travagem muito forte. Gosto de travagens fortes com a moto de MotoGP e também com a nossa moto, é um ponto forte onde a Ducati pode trabalhar muito bem, por isso, no geral, gosto desta pista.”

Discussões futuras…
“Bem, como já sabem, o meu plano A seria ficar na equipa Mooney VR46. A Academia e a minha direção estão a tentar encontrar a melhor solução para mim. Penso que em Barcelona poderei dar-vos uma resposta precisa sobre a decisão que irei tomar.”

É bom já ter o contrato assinado?
Alex Marquez (Gresini Racing MotoGP™): “Muito feliz por anunciar oficialmente o anúncio, super feliz por continuar na família Gresini na próxima época. Senti-me em casa desde o primeiro dia em Valência e a relação com a equipa é fantástica, pelo que era esse o meu objetivo. No primeiro ano, com uma nova equipa e uma nova moto, tenho sempre um pouco mais de dificuldade, mas com esta moto e esta equipa senti-me em casa. Por isso, nada melhor do que continuarmos juntos e sermos mais competitivos em 2024, obtermos melhores resultados e sermos mais consistentes!”

Estás ansioso pelo Red Bull Ring?
“Quando se chega à Áustria vê-se que as rectas são curtas… mas quando se chega com outra moto vê-se que são longas. No ano passado fiquei contente com a chicane, mas este ano prefiro ir a direito. Para além das piadas, estou ansioso por ser competitivo, tenho um mau pressentimento devido ao problema técnico de Silverstone, penso que era uma grande oportunidade para ter outro grande resultado. Mas é assim, isto são as corridas, e temos de olhar para a frente e tentar fazer um bom resultado aqui na Áustria.”

Quais são os objectivos para ser mais consistente?
“Sim, se falarmos dos meus erros, cometi apenas dois: Jerez Sprint e também na corrida em Mugello. Os outros foram apenas incidentes de corrida e de corrida, por isso sim, de certeza que quero ser mais consistente entre os cinco primeiros, tentar estar a partir deste momento mais entre os cinco primeiros com boa velocidade, aprender com os melhores pilotos da Ducati e no próximo ano dar mais um passo. Este é o objetivo para esta época, de certeza que se tivermos a oportunidade de estar no pódio ou de lutar pela vitória vamos tentar, mas temos de pensar em ser mais consistentes entre os cinco primeiros.”

Marc Marquez (Repsol Honda Team): “A Áustria é um dos circuitos onde nunca ganhei no passado. Não creio que este seja o ano para ganhar neste circuito. Mas sim, vamos tentar abordá-lo com um perfil baixo. Vamos apenas tentar perceber o nosso nível na sexta-feira e, a partir daí, perceber se podemos melhorar durante o fim de semana.”

Estão a testar quase tanto como a correr…
“É claro que é uma abordagem difícil, mas é fácil de entender. Quando tento analisar a primeira metade da época, parti três ossos e rompi um ligamento. Por isso, é fácil perceber que temos de mudar a nossa abordagem nas corridas. A única alteração que fizemos em Silverstone foi tentar esquecer o resultado e concentrarmo-nos apenas em encontrar os limites do nosso pacote e foi isso que fiz. Claro que em alguns momentos do fim de semana, como no FP2, na qualificação e nas corridas, corremos riscos. O meu objetivo em Silverstone era terminar o fim de semana sem acidentes e consegui. Infelizmente, num incidente de corrida, tive um acidente no domingo, mas o mais importante é que revelei a minha confiança no Grande Prémio de Silverstone. E sim, vamos ver, claro que estamos a trabalhar. Estou a trabalhar em mim. A Honda está a trabalhar, como vão ver amanhã, vamos experimentar um novo pacote aerodinâmico. Por isso, sim, vamos ver se passo a passo podemos melhorar décima a décima.”

- Pub -

Deixe o seu comentário