Em Mugello não se dorme, é o lema de Muggelo, mas isso não impediu o sonho italiano no Gran Premio D’italia Oakley com a vitória de um piloto italiano e de uma mota  italiana no  GP de Itália, ainda por cima numa corrida a seco.

Andrea Dovizioso (Ducati Team) foi o primeiro piloto italiano a conseguir concretizar o sonho italiano, depois de uma dura batalha com Maverick Viñales (Movistar Yamaha MotoGP) de um impressionante Danilo Petrucci (Octo Pramac Racing), com Valentino Rossi (Movistar Yamaha MotoGP) a ficar à beira do pódio na quarta posição, mesmo depois de ter ficado uns dias hospitalizado durante a semana anterior devido a uma queda quando treinava motocross.

Valentino Rossi (Movistar Yamaha MotoGP) o herói da casa partindo do segundo lugar cedo disparou para a liderança da corrida,  seguido do seu companheiro de equipa e detentor da pole position Maverick Viñales enquando Jorge Lorenzo (Ducati Team) que partiu do sétimo lugar na grelha, ultrapassou tudo e todos até alcançar a terceira posição.

Com os três pilotos colados na liderança da corrida, Lorenzo usou a velocidade de ponta da sua Ducati para assumir pela primeira vez a liderança, não só da corrida como desde mudou de marca.

Nas voltas seguintes Valentino Rossi respondeu à altura e, foram constantes as suas  trocas de posições.  Após estas voltas iniciais, Jorge Lorenzo começou a perder confiança na sua Ducati, foi ultrapassado por  Maverick Viñales e pelo seu companheiro de equipa Andrea Dovidioso e também pelo surpreendente Danilo Petruccini (OCTO Pramac Racing) da equipa satélite da Ducati.

A corrida parecia estar com as posições definidas, sendo a questão, na altura de se  saber qual das Yamaha, a de Rossi ou a de Viñales, venceriam a corrida. 

Andrea Dovidioso é que não se conformou com esta ideia, mesmo com o fim de semana horrível que até à altura tinha vivido, com as febres altas que o assolaram e, atacou fortíssimo na parte final da corrida, conquistando finalmente o verdadeiro sonho italiano, Casey Stoner já havia vencido em 2009 com uma Ducati, ao vencer o GP de Mugello com piloto e máquina italianas.

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui