foto: ALPHA ONE MEDIA / CHRISTOPHER REEVE

Marc Marquez (Repsol Honda Team) foi  imparável no seu 200º Grande Prémio, com o atual campeão a atacar desde o inicio e a gerir a vantagem conseguida no inicio da corrida aumentando assim a vantagem no campeonato para 98 pontos antes da próxima prova na Tailândia.

Andrea Dovizioso (Ducati Team), partiu de  décimo depois de uma classificação que na sexta-feira não lhe correu bem e com a chuva no sábado de manhã na FP3 não conseguiu melhorar a posição na grelha, fez uma corrida impressionante e terminou no segundo lugar à frente do  australiano Jack Miller (Pramac Racing) que completou um  pódio com duas Ducatis.

Maverick Viñales (Monster Energy Yamaha MotoGP) apesar de se encontrar com um excelente andamento atacou tarde Miller pelo que teve de se contentar com o quarto lugar, antes teve de se defender do francês da Yamaha Fabio Quartararo (Petronas Yamaha SRT). 

Na 8ª volta, ficou definido o grupo de pilotos que lutava para a P6 onde se encontrava a surpreendente Aprilia de Aleix Espargaro (Aprilia Racing Team Gresini) a lutar com  Cal Crutchlow (LCR Honda Castrol).

Valentino Rossi (Monster Energy Yamaha MotoGP) encontrava-se  na batalha pelos cinco primeiros nas primeiras voltas, mas o nove vezes campeão mundial, foi perdendo posições e acabou por fazer uma corrida isolada terminando na P8.

Com um início muito rápido o espanhol Alex Rins (Team Suzuki Ecstar), abriu de mais na curva 12 para ultrapassar  Franco Morbidelli (Petronas Yamaha SRT), sendo penalizado pela direção da corrida com uma volta longa, que o levou para a  P17, mas provou que Suzuki está no bom caminho e foi ganhando posições ao longa da mesma para terminar na P9 e demonstrando que caso não tivesse cometido o erro facilmente estaria a lutar pelo pódio.

Takaaki Nakagami, (LCR Honda IDEMITSU), venceu uma batalha intensa pelo top 10, que o levou a enfrentar Andrea Iannone (Aprilia Racing Team Gresini), Danilo Petrucci da Ducati Team, Miguel Oliveira (Red Bull KTM Tech 3) e Joan Mir (Team Suzuki Ecstarue acabaram todos em menos de dois segundos, com  Tito Rabat (Reale Avinita Racing) a alcançar o ultimo ponto na P15.

Classificação da corrida MotoGP™

Classificação Geral MotoGP™

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui