Com Jorge Lorenzo na liderança temos este fim de semana a segunda prova do Campeonato do Mundo de MotoGP ™ que  começou com a tradicional a conferência de imprensa pré-corrida com os protagoistas da corrida anterior a do Qatar,  Jorge Lorenzo, Andrea Dovizioso, Marc Marquez e Valentino Rossi a que se juntaram  Pol Espargaro e herói  casa Yonny Hernandez.

As novas regras e regulamentos permitiram ver  intensas batalhas com o pelotão mais  compacto,  apesar de os pilotos de fábrica terem sido capazes até ver, de manter as posições cimeiras na classificação, para o Grande Prémio Motul de la República Argentina, nenhuma das equipas ou pilotos visitaram o circuito com os novos pneus e eletrônicas pelo que se preve corridas ainda mais renhidas do principio ao fim.

Eis as palavras dos proganonistas :

Jorge Lorenzo (Movistar Yamaha MotoGP):  “Sim, com certeza que não poderia começar da uma maneira melhor n primeira corrida no Qatar. Acho que resolvemos de todas as dúvidas sobre a nova eletrônica  e os novos pneus Michelin, apesar de estávamos um pouco preocupados com o seu desempenho durante a corrida. Mas vimos que poderíamos ser muito constantes e ainda mais rápidos no final da corrida, resolvemos esta dúvida logo na primeira corrida e também com a electrónica. Agora é necessário ter mais cuidado na condução e também estar numa ótima condição fisica, não podemos estar mais felizes. Agora na Argentina estamos numa pista diferente, vamos ver o que acontece com um traçado e  asfalto diferentes. “.

Nunca Lorenzo venceu as duas primeiras corridas da temporada de MotoGP ™ e tem um registro misto na Argentina: “O layout da pista é um dos melhores do calendário, é muito engraçado para pilotar. Apenas em 2014, a moto não era a melhor e eu também não cheguei na minha melhor condição física, mas termei em terceiro lugar, por isso foi um bom resultado tendo em conta as condições. No ano passado, não foi uma corrida muito boa, não soubemos escolher os melhores pneus e também não fomos muito  competitivos durante o fim de semana. Acho  que com a nova  eletrônica e pneus , podemos ser muito mais competitivos aqui e em Austin e tentar melhorar o terceiro de 2014. ”

Lorenzo  permaneceu cauteloso sobre seus planos para 2016: “A situação é mais ou menos a mesma. Por agora temos de nos concentrar nestas duas corridas, que são muito importantes. Não ganhamos aqui nem em  Austin. Para ser honesto, não quero falar  muito mais, quero manter o tema com os meus mais próximos  e decidir nas próximas semanas ”

Andrea Dovizioso(Ducati Team): “Ninguém realmente sabe como vamos estar  na Argentina, Austin ou Jerez. Temos que estar focados na forma de gerir os pneus e a afinação da moto. Eu não quero pensar muito sobre o resultado na corrida. Chegamos aqui  muito competitivos e estou  sentindo-me muito bem com a moto. Vamos ver que  tempo temos durante o fim de semana “.

Marc Marquez (Repsol Honda Team ) Depois  dos testes e das sessões de treinos no Qatar, poucos esperavam que iria para lutar pelo pódio no Qatar : “Foram necessárias  60 horas para finalmente chegamos. Cheguei ontem à noite às 3 da manhã, mas OK, no final estamos aqui e ahonda 1nsioso para andar de mota e confirmar as sensaçoes do Qatar. A base, o que encontramos lá. É um circuito que eu gosto e vamos tentar fazer um bom fim de semana. Vamos ver o nível em que  onde estamos. ” também destacou a variedade que a Michelin apresentou ao Campeonato do Mundo: “Normalmente, no ano passado, cada um escolhia os mesmos pneus para a corrida e já vimos no Qatar que havia muitas opções diferentes, eu e o Valentino com o hard-hard e Jorge com o hard-soft, Dovi com o soft-soft. Será interessante e importante este ano para encontrar o melhor pneu, porque na prática é a chave, como no Qatar o Jorge foi capaz nas últimas voltas de melhorar os tempos por  volta e fazer uma a 1’54, que foi muito rápido. Vamos tentar entender bem e tentar escolher o melhor. ”

Valentino Rossi (Movistar Yamaha MotoGP):  Na Quinta-feira marcou o 20º aniversário da estreia de no cenário mundial, apesar de ser o piloto mais velho e mais experiente na categoria rainha ainda não demostra  sinais de abrandar, mesmo com alterações técnicas continua a no t o topo. “Sim, no Qatar  existiu  uma série de  coisas diferentes e novas para todos, mas no final não foi tão mal. De um lado estava muito feliz porque estava  no primeiro grupo e a corrida foi bastante rápida. Infelizmente, não consegui chegar ao pódio, que era o meu objetivo, assim precisamos trabalhar melhor para melhorar e ficar mais competitivo e mais forte. Também a escolha de pneus é agora mais aberta, porque no primeiro grupo, houve um muitas escolhas diferentes  por isso temos de nos concentrar e fazer a escolha certa para o domingo aqui. ”

Rossi é o único piloto na categoria rainha a terminar dentro do top quatro nas duacorrida 1s  corridas realizadas na Argentina: “Esperamos um bom tempo, mas eu gosto da pista. É boa para a  maioria dos pilotos, e tem  um layout engraçado, médio-rápido e é bastante técnico. O ano passado foi um grande resultado, mas também no ano anterior a corrida não foi muitomal. Mas sabes, parece que este ano temos muitas motos e pilotos que são muito rápidos pelo que temos de encontrar algo mais. ”

Pol Espargaro (Monster Yamaha Tech 3):  “Especialmente no Qatar, toda a gente  começa um pouco nervosa ,  lá é fácil cometer um erro e perder logo uma grande quantidade de pontos. que acho não é a melhor opção. Não comecei bem,  perdi muito tempo no início e  perdi talvez uma ou duas posições no final,mas o  importante levar pontos e ser a primeira moto privada. Temos de fazer o nosso trabalho como no Qatar, mas com certeza temos que melhorar um pouco, especialmente no início,estou ansioso para o fim de semana. “hernandez 1

Yonny Hernandez  (Aspar Team MotoGP): Apesar de ser da Colômbia, tem um grande número de fãs que fazem a peregrinação até à Argentina, que a considera  como a sua segunda casa. “Para mim é como correr em casa. São muitos fãs e pessoas que aqui me desejam bem e que  faça uma boa corrida. É especial correr aqui porque são da minha raça latino-americanos. É incrível representar meu país aqui no MotoGP. Espero trabalhar duro e chegar aos  pontos. Acho que os fãs são cada vez mais, especialmente na Colômbia e aqui. Quando aqui venho todas as pessoas me conhecem. Quando estava  com Pol em Buenos Aires toda a gente nos olhando, é estranho, mas bom! ”

Treinos sábado– 2 abril

Moto3QP – 16:35 – 17:15h  Moto2QP – 19:05 – 19:50h

MotoGPFP4 – 17:30 – 18:ooh  MotoGPQ1 – 18:10 – 18:25h

 MotoGPQ218:35 – 18:50h      

Treinos domingo– 3 abril

Moto3WUP – 13:40 – 14:00h   Moto2WUP – 14:10 – 14:30h    MotoGPWUP – 14:40 – 15:00h

Corridas domingo– 3 abril

Moto3RAC – 17:00h

Moto2RAC – 18:20h

MotoGPRAC – 20:00h

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.