O primeiro Grande Prémio da Argentina ocorreu em 1961, perto da capital da Argentina e, foi a primeira vez que um GP foi realizado fora da Europa. O MotoGP ™ regressou finalmente à Argentina em 2014, após uma longa pausa de 15 anos, com o circuito Termas de Rio Hondo na província de Santiago del Estero a continuar o legado das corridas de motos na Argentina.

Antes da acção na pista para o Grande Prémio Motul da República Argentina, é a altura da Conferência de Imprensa e saber as opiniões do líder do Campeonato Andrea Dovizioso (Ducati Team) , Campeão Marc Marquez (Repsol Honda Team), Valentino Rossi (Movistar Yamaha MotoGP), Johann Zarco (Monster Yamaha Tech 3), Danilo Petrucci (Alma Pramac Racing) e Cal Crutchlow (LCR Honda Castrol)

Andrea Dovizioso (Ducati Team):” Temos agora algumas corridas em que lutamos no ano passado, vai ser importante ver nosso nível e o dos nossos concorrentes.  A minha relação com esta pista é estranha. O primeiro ano foi muito mau, depois muito bom … é difícil, mas acho que nossa moto está melhor do que no ano passado e acho que podemos ser competitivos. Mas temos a questão do tempo  dos pneus e do asfalto … há muitas coisas novas. ”

Reiterando o ponto de vista de Dovizioso, Marquez também mencionou a imprevisibilidade em torno da ação na pista neste fim de semana

Marc Marquez (Repsol Honda Team): ”. “Há muitas perguntas sobre este fim de semana e o tempo está instável. Chegamos à Argentina de uma maneira diferente este ano,  no ano passado chegamos com algumas dúvidas. Vamos ver o nível dos nossos concorrentes, mas é um circuito em que normalmente sou competitivo e se adapta ao meu estilo de pilotagem. ”

Uma situação que também é verdade para o “Doctor”, onde as  Movistar Yamaha fizeram 1-2 na última temporada

Valentino Rossi (Movistar Yamaha MotoGP): “No papel, aqui estamos competitivos, agora temos que verificar as condições e o novo asfalto … uma coisa fundamental será  como os pneus funcionam neste novo asfalto. ”

O compatriota Danilo Petrucci também com duvidas  sobre o seu  desempenho neste final de semana.

Danilo Petrucci (Alma Pramac Racing):”É uma pista de que eu gosto, mas vamos ter de esperar para ver… o novo asfalto… o tempo que irá fazer … enfim não posso dizer o nível em nos vamos apresentar aqui.”

O Brit Cal Crutchlow, é outro piloto que gosta do circuito.

Crutchlow (LCR Honda Castrol) :“Há muitos pilotos aqui que podem ser competitivos – eu diria que há 10 pilotos que podem subir ao pódio este fim de semana.”

Um desses pilotos será certamente Zarco, cujo objetivo é terminar no pódio depois de um final decepcionante para a corrida do Qatar.

Johann Zarco (Monster Yamaha Tech 3): “Desde a primeira vez que aqui viemos em 2014, que eu gostei desta pista. Ganhei em 2015 e 2016 e, em seguida, fiquei em quinto no ano passado. Agora, com mais experiência, espero administrar bem a escolha de pneus e terminar no pódio.”

Um fim de semana em Termas de Rio Hondo  a não pode perder , com  10 pilotos na luta do pódio, novo asfalto, nonos compostos de pneus e tempo instável…

Treinos sexta-feira 6 abril (GMT)

Moto3(FP1) – 13:00 – 13:40h        Moto2(FP1) – 13:55 – 14:40h

MotoGP(FP1) – 14:55 – 15:40h

Moto3(FP2) – 17:10 – 17:50h        Moto2(FP2) – 18:05 – 18:50h

MotoGP(FP2) – 19:05 – 19:50h

 Treinos Sábado 7 abril (GMT)

Moto3(FP3)  – 13:00 – 13:40h       Moto2(FP3) – 13:55 – 14:40h

MotoGP(FP3) – 14:55 – 15:40h

 Moto3(QP) – 16:35 – 17:15h        Moto2(QP) – 17:30 – 18:15h

 MotoGP(FP4) – 18:30 – 19:00h        MotoGP(QP) – 19:10 – 19:25h

Treinos domingo – 8 abril (GMT)

Moto3(WUP) – 13:40 – 14:00h   Moto2(WUP) – 14:10 – 14:30h

MotoGP(WUP) – 14:40 – 15:00h

Corridas domingo – 8 abril (GMT)

Moto3 – 16:00h    Moto2 – 17:20h   MotoGP – 19:00h

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.