foto: ALPHA ONE MEDIA / CHRISTOPHER REEVES

No final de um fim‑de‑semana muito especial Miguel Oliveira conseguiu ontem no Autódromo Internacional do Algarve um fantástico quinto lugar no final daquele que foi um fim‑de‑semana onde mais uma vez esteve junto dos portugueses a competir num do traçados mais exigentes e espectaculares do calendário da competição.

Depois de ter sido protagonista, líder do pelotão e autor de um verdadeiro recital de condução à chuva nas sessões de treinos livres o piloto da KTM teve que lutar com a concorrência na qualificação em condições de piso quase seco na tarde de Sábado e o 11º primeiro lugar conseguido na grelha de partida teve igualmente responsabilidade num pequeno problema electrónico que limitou a sua capacidade prestacional.

Mas sem entregar a glória aos adversários sem lutar Miguel conseguiu logo no arranque ‘saltar’ para a sétima posição para iniciar uma luta bem animada pelo sexto lugar com outros três pilotos que depois de ‘terminada’ o deixou no sétimo posto onde se manteve até perto do final quando a queda de dois adversários o deixou num merecido quinto lugar final onde cruzou a linha de meta para satisfação dos mais de 40000 espectadores que estiveram nas bancadas e pintaram as mesmas com as cores de Miguel Oliveira e de Portugal.

Miguel Oliveira (Red Bull KTM Factory Racing):‘Sentimos que podíamos ter atingido mais hoje mas tivemos algumas dificuldades durante a corrida de hoje. Não estava muito satisfeito com a nossa escolha de pneu para a frente e por isso conseguir ficar entre os cinco primeiros num dia em que não estava muito confortável em pista é muito positivo. Foi também perfeito para conseguirmos a motivação para Jerez e um prazer poder competir diante do meu público e todos os meus fans. Fiquei muito feliz por lhes poder oferecer esta quinta posição.’

Francesco Guidotti, Red Bull KTM Team Manager: “Foi uma pena. Tivemos dois dias de chuva com o Miguel sempre por cima, mas depois fomos direto para uma corrida seca com apenas o Warm-up para preparar as afinações. De qualquer forma, vamos para casa com uma P5, que não é um mau resultado, mas tínhamos o pódio em mente para hoje. A luta é muito apertada e há seis fabricantes nos seis primeiros lugares. Brad não teve a melhor partida e não estava nas melhores condições para recuperar. Havia muito tráfico e ele perdeu a frente quando estava a recuperar. No geral, a moto comportou-se bem, considerando os 20 minutos de pista seca que tivemos. Estou satisfeito que o Remy também tenha conquistado alguns pontos e é lamentável que o Raul estivesse fora devido a lesão. Agora olhamos para Jerez e, claro, para o teste pós-corrida que será crucial. Esperamos ter todos os quatro pilotos da KTM  lá.”

Sem descanso Miguel Oliveira e a KTM RC16 seguem rumo à Andaluzia onde no próximo fim‑de‑semana se realiza a sexta prova do campeonato do mundo 2022. De novo com público nas bancadas a ‘fiesta’ promete novamente ser grandiosa e o piloto de Almada irá de novo lutar para registar uma boa posição no final da corrida.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui