foto: ALPHA ONE MEDIA / CHRISTOPHER REEVES

O paddock está de volta à Europa e a primeira paragem é em Portugal, com o magnifico  Autódromo Internacional do Algarve. O Grande Premio Tissot de Portugal começou esta  quinta-feira com a Conferência de Imprensa pré-evento, onde estiveram presentes o líder do Campeonato Enea Bastianini (Gresini Racing MotoGP™) a juntar-se aos colegas do pódio da COTA Alex Rins (Team Suzuki Ecstar) e Jack Miller (Ducati Lenovo Team) , bem como o oito vezes Campeão do Mundo Marc Marquez (Repsol Honda Team) e, claro, o herói da casa Miguel Oliveira (Red Bull KTM Factory Racing).

Miguel Oliveira (Red Bull KTM Factory Racing): “O inicio do campeonato não foi como queríamos porque queríamos estar entre os dez primeiros e perto dos cinco primeiros. Vimos para aqui, com a mente aberta no nosso GP com a minha motivação em alta. Quero encontrar a velocidade que tínhamos o ano passado e tentar ser competitivo novamente aqui em Portugal.”

Em relação à  calorosa recepção 

“Acho que foram cerca de 700 motos. Talvez mais! Todos os anos há algo a acontecer, por isso este ano conseguimos envolver a KTM e trazer a moto de MotoGP para a rua. Cada vez que tiro a moto do seu ambiente natural é incrível. Um privilégio estar envolvido e  cercado por este grande apoio. Vamos esperar que eu possa retribuir.”

Enea Bastianini (Gresini Racing MotoGP™): “A minha sensação é fantástica. Aqui nesta pista ganhei o título de Moto2 de 2020, mas também sou o líder do Campeonato neste momento. Foram apenas quatro corridas, mas tem sido muito bom para mim, para a equipa e pessoal, é fantástico. Agora temos que recomeçar, as corridas europeias são diferentes. Os níveis das motos e pilotos estão muito próximos e será muito difícil ficar na frente, mas estamos muito motivados e mal podemos esperar para começar o fim de semana.”

Marc Márquez (Honda Repsol): “Sim, claro que Austin foi um bom fim de semana. O objetivo era encontrar confiança e conseguimos. Abordamos o fim de semana de uma maneira boa e fizemos um fim de semana sólido. É verdade que sempre quero mais, terminar na sexta posição , o retorno foi muito bom, mas estávamos procurando algo mais. Sim, tivemos um problema técnico no início, e é algo que pode acontecer com uma moto nova e o mais importante é que a Honda encontrou o problema e o resolveu para o futuro . É importante e é hora de pensar neste fim de semana e continuar nossa progressão.”

Jack Miller (Ducati Lenovo Team): ” É bom entrar na temporada europeia, digamos, com o ritmo a melhorar pouco a pouco. Comecei mal, como tem acontecido nas últimas temporadas do campeonato, mas estou a ganhar ritmo e a melhorar e chegamos a algumas  pistas boas para mim. Sabemos o que precisamos de fazer. e onde precisamos trabalhar, estamos todos felizes e tentando repetir o que fizemos em Austin, que foi  um bom fim de semana sólido o que dá confiança para a corrida de domingo”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui