foto: ALPHA ONE MEDIA / CHRISTOPHER REEVES

Fabio Quartararo (Monster Energy Yamaha MotoGP™) fez uma corrida perfeita, dominou o Grande Prémio Tissot de Portugal e conquistou a sua primeira vitória da temporada, com quase cinco segundos de vantagem. Foi um dia memorável para a França, pois foi acompanhado no pódio por Johann Zarco (Pramac Racing) na P2, seguido de  Aleix Espargaró (Aprilia Racing). Ambos  beneficiaram de um excesso de Jack Miller (Ducati Lenovo Team)  ao tentar ultrapassar Joan Mir (Team Suzuki Ecstar) na complicada curva 1 do excelente circuito português que levou ambos os pilotos para a gravilha . 

Quartararo lidera agora o Campeonato, com os mesmos pontos de Alex Rins (Team Suzuki Ecstar)  que fez a melhor corrida do dia recuperando da 23ª posição da grelha de partida para terminar na P4.

O holeshot pertenceu a Mir com   Quartararo a  ultrapassar rapidamente o seu compatriota Zarco colocando-se em segundo na segunda parte da primeira volta. Entretanto, mais  para trás, Alex Rins com a sua Suzuki subia umas incríveis 13 posições, ao passar na primeira volta  dentro dos dez primeiros.

À frente, não demorou muito tempo para Quartararo entrar no ritmo. O francês  voava  e rapidamente reduziu a vantagem inicial de Mir para no início da volta 4, ultrapassar o Campeão do Mundo de 2020 na curva 1, Mir não conseguiu responder pelo que Quartararo passou pela primeira vez este ano, a liderar uma corrida, esta temporada.

Muito mais acesa era a  luta pelos restantes lugares do pódio, com Mir a defender-se de  Zarco que pressionava cada vez mais. O francês aproveitou um pequeno erro do espanhol na última curva para passar na reta da meta  e assumir o segundo lugar, mas o francês falhou na curva 1 permitindo a  Mir recuperar a P2. Na volta seguinte, Zarco voltou à carga,  travando mais tarde na curva 1, conseguindo passar Mir.

Quando faltavam apenas seis voltas para o final, Miller atacava Mir na luta pelo terceiro lugar. O australiano colocou-se  lado a lado com o homem da Suzuki na reta da partida continuando ambos à entrada da curva 1 lado a lado na travagem… eis quando  a frente da Ducati de Miller fugiu levando Mir com ele para a gravilha da pista Algarvia. Ambos os pilotos sairam ilesos, mas sairam da montanha russa com uns  dolorosos 0 pontos cada um.

A queda levou  Aleix Espargaró para o terceiro lugar, conseguindo o terceiro pódio para a  Aprilia no MotoGP™. O vencedor da Argentina ainda bateu na roda traseira de Zarco na última volta, mas não conseguiu encontrar o ultrapassar  Zarco que ficou em segundo, o décimo terceiro da sua carreira na categoria rainha, com  Aleix Espargaró a ter de se contentar com o terceiro.

Na P4  ficou o outro homem do dia Rins, a seguir ao vencedor Quartararo claro, sem lugar no pódio fez uma  corrida  incrível o piloto de fábrica da Suzuki que partiu da P23 e partilha agora a  liderança da tabela geral com Quartararo na luta pelo titulo.

Outra enorme recuperação foi do herói da casa, na sua “casinha” Miguel Oliveira, com  o homem da Red Bull KTM Factory Racing a conquistar o top 5, emocionalmente totalmente  recuperado das duas quedas em casa em 2021.

Atrás de Miguel Oliveira, ficaram os irmãos Marquez vs Marquez. Pela primeira vez no MotoGP™ fomos brindados com uma batalha entre o #73 e o #93 até à última volta da corrida, com Alex Marquez (LCR Castrol Honda) a andar à frente do irmão mais velho Marc Marquez (Repsol Honda Team) de forma brilhante durante quase toda a corrida. Mas na última volta, o oito vezes Campeão do Mundo atacou cruzando ambos a linha da meta lado a lado, com Marc a vencer o irmão por apenas 0,020 segundos.

A apenas meio segundo deste duelo, Francesco Bagnaia (Ducati Lenovo Team),  cerrava os dentes para ultrapassar a barreira da dor do ombro lesionado, provocada pela queda na qualificação, conseguindo a P8 depois de ultrapassar na última volta de Pol Espargaró (Repsol Honda).

Maverick Viñales (Aprilia Racing) , conquistou o último lugar entre os dez primeiros, continuando o seu estilo de condução a não se adaptar à máquina da casa de Noale,  mesmo assim à frente Andrea Dovizioso (WithU Yamaha RNF MotoGP). Nas posições seguintes pontuáveis surgiram-se  Luca Marini (Mooney VR46) , Franco Morbidelli (Monster Energy Yamaha MotoGP™) e os Rookies   Remy Gardner (Tech3 KTM Factory Racing)Marco Bezzecchi (Mooney VR46 Racing Team).

Durante a corrida caíram Jorge Martin (Pramac Racing), Fabio Di Giannantonio (Gresini Racing MotoGP™) e Takaaki Nakagami (LCR Idemitsu Honda), embora o piloto japonês tenha terminado a corrida. Brad Binder (Red Bull KTM Factory Racing) também caiu, encerrando uma série de 18 corridas pontuando. O anterior líder do Campeonato do Mundo, Enea Bastianini (Gresini Racing MotoGP™) também caiu, mas o italiano encontra-se a apenas a oito pontos do primeiro lugar.

Classificação corrida MotoGP™

Classificação Geral MotoGP™

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui