foto: ALPHA ONE MEDIA / CHRISTOPHER REEVES

A vida continua e as voltas ao  Circuito de Jerez – Angel Nieto continuaram  com o primeiro teste oficial IRTA a meio da temporada. No final do dia ensolarado mas ventoso no sul de Espanha e depois de 150 voltas. Brad Binder marcou o 2º melhor tempo.

Miguel Oliveira (Red Bull KTM Factory Racing):  “Foi um dia longo. Tivemos alguns problemas quando colocamos pneus novos na moto e não pudemos confirmar tudo o que estávamos a testar para melhorar a  velocidade. Encontramos uma ou duas coisas que acreditamos que poderiam ser boas para Le Mans. Vamos para lá com a mente aberta.”

Brad Binder (Red Bull KTM Factory Racing): “Testamos um novo escape maior, deu para ver as diferenças com o anterior, também gostei do som! É importante ver que a entrega de potência na moto ficou pouco mais forte. Vamos  continuar a trabalhar este aspeto. Caso contrário, jogamos com nossa configuração básica e tentamos melhorar o tração na traseira e a travagem. Estou feliz porque conseguimos fazer algum progresso.”

Francesco Guidotti (Red Bull KTM Factory Racing Team Manager):“Continuamos com o nosso trabalho na configuração de base. Desde que mudamos nosso método para correr, precisamos de manter esta linha, mas também testamos algumas coisas novas. Foi complicado porque estava a ficar cada vez mais ventoso com o passar do dia e, isso significava ser difícil fazer comparações com o que experimentamos na corrida. O Brad fez boas voltas e descobertas e o Miguel também encontrou algumas coisas interessantes que vão ajudar na nossa análise. Iremos para Le Mans confiantes, vamos antecipar algumas peças novas no próximo teste em Barcelona.”

Sebastian Risse (Red Bull KTM Technical Manager MotoGP): “O teste correu muito bem, mas ainda temos de fazer uma avaliação completa do nosso progresso porque as condições foram muito diferentes hoje em comparação com o fim-de-semana de corrida. O que é bastante comum em Jerez. Analisámos muitas áreas da moto, e não só o motor, novo escape, opções aerodinâmicas e bastante trabalho nas afinações de base. Será interessante ver o que podemos aproveitar para Le Mans.”

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui