O MotoGP™  regressa este sábado, como é tradicional desde à 65 anos à HOLANDA com o IVECO TT em Assen que é o único traçado do atual calendário do MotoGP™ a ter recebido o Campeonato do Mundo todos os anos desde a sua criação em 1949.

O primeiro Dutch TT teve lugar no longínquo sábado 9 de Julho há 64 anos. Seis pilotos alinharam na corrida de 500cc e, ao cabo de 1h45m de corrida, a vitória ficou a cargo do italiano Nello Pagani aos comandos de uma Gilera, com o britânico da AJS Leslie Graham em segundo e a caminho de ser coroado o primeiro Campeão do Mundo de sempre meses mais tarde.

Viajando no tempo para 2013 e a única certeza é que o vencedor não será o mesmo do ano passado; Casey Stoner foi o primeiro a ver a bandeira de xadrez no Iveco TT Assen do ano passado. A corrida acabou por não contar para nada para Jorge Lorenzo, que foi colocado fora de acção na Curva 1 por Álvaro Bautista que, por ironia, nas duas últimas provas desistiu na primeira volta.

Com a época cada vez mais perto do meio – que vai ser atingido rapidamente com as próximas duas corridas em Sachsenring e Laguna Seca a serem as primeiras a ser disputadas em fins-de-semana consecutivos este ano – a pressão está claramente a crescer no paddock.

É frequente dizer-se que é mais fácil ser o perseguidor que o perseguido. É justo sugerir que Pedrosa pode não estar habituado a defender a liderança do Campeonato, já que desde meados de 2008 que não ocupava o primeiro posto da geral. Ele e Lorenzo dirão que os pontos só darão prémios no final do ano, em Valência, mas a liderança a meio do ano será seguramente forte fonte de motivação.

O Campeonato do Mundo de MotoGP™ como atrás dito, ruma a Assen pela 65ª vez. Nas últimas 34 visitas o vencedor acabou por se sagrar Campeão do Mundo… Se a história tiver alguma coisa a dizer, será uma corrida importante.

Horários : Corridas este Sábado

Moto3  11:00h   Moto2 12:20h  MotoGP 14:00

_____________________________________________________________________________________________________

WSBK – IMOLA

O Mundial de Superbike -WSBK- regressa pela segunda vez a Itália, depois de Monza para a sétima prova da época no Autódromo Enzo e Dino Ferrari em Imola.

Aprilia correrá em casa e regressa com o francês Sylvian Guintoli, líder do campeonato com mais 28 pontos que o “Mr.Pole” Tom Sykes que curiosamente também regressa ao circuito onde, em 2010, ganhou a sua primeira pole na SBK.

Por outro lado, Carlos Checa ganhou cinco das suas seis corridas em Imola e regressa a Itália, quase recuperado de sua lesão no ombro e com a novidade de usar pela primeira vez esta época, a Ducati 1199 Panigale R sem restritores na admissão. Uma alteração que a FIM toma para equilibrar o rendimento entre os motores bi e os tetra cilindricos (artº  2.4.8.1.3. do regulamento).

Carlos Checa, confidenciou-nos em Portimão que a Ducati, mantém mais ou menos a mesma potência da anterior 1098R mas para voltar a ser competitiva, é necessário uma alteração aos regulamentos, que no seu entender favorecem as tetra cilindros…. veremos no próximo ano que alterações irão efetuar  os elementos da FIM para que a Ducati volte a ser competitiva, já que os restritores tiram apenas 3 a 4 cavalos ao motor.

Para Imola, Checa explicou a sua estratégia ” antes de ganhar, temos de reduzir a nossa desvantagem em relação aos pilotos mais rápidos.. Gosto do circuito, é muito técnico, tem travagens fortes,desníveis e várias chicanes. È um dos circuitos com mais história, sempre com grandes audiências e muito público presente no circuito, tem todos os  todos os ingredientes para ser um grande dia de corridas. ”

Horários : Corridas  Domingo

EuroSport WSBK   21,15 –  23,15 h

Desporto motorizado de duas rodas **Por Mário Andrade e António Vermelho **29/06/2013** mandrade@ipressglobal.com

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui