- Pub -
foto: ALPHA ONE MEDIA / CHRISTOPHER REEVES

Franco Morbidelli e Fabio Quartararo, da Monster Energy Yamaha MotoGP, tiveram um forte início no Motorrad Grand Prix Deutschland de hoje. Ambos os pilotos ganharam posições na fase inicial. Morbidelli foi capaz de manter um ritmo consistente e terminou a corrida na 12ª posição. Quartararo, por outro lado, sofreu uma degradação dos pneus que o levou a cair para o 13º lugar.

Com Marc Marquez a desistir da corrida de MotoGP do GP da Alemanha, tanto Quartararo como Morbidelli subiram uma posição na grelha.

Morbidelli estava ansioso para entrar na batalha novamente no domingo. Partiu de P16, defendeu a sua posição e rapidamente subiu um lugar, ultrapassando Takaaki Nakagami na segunda volta. Na volta 7, passou Maverick Viñales para o 14º lugar.

Franco Morbidelli perdeu uma posição para Augusto Fernandez, mas não se deixou abalar. Concentrou-se no seu ritmo de corrida. Com a queda de Brad Binder e a degradação dos pneus do seu companheiro de equipa Quartararo, o italiano subiu para 13º. Na fase final da corrida, ele também ultrapassou Aleix Espargaró para manter a 12ª posição na linha de chegada, a 22,949s do primeiro.

Quartararo teve uma sólida partida de P11 e ganhou um lugar no primeiro sector. À medida que a ordem dos pilotos se foi estabelecendo ao longo das primeiras voltas, o homem da Yamaha assumiu o desafio de manter Enea Bastianini atrás de si e, ao mesmo tempo, acompanhar os pilotos à sua frente. Conseguiu-o com sucesso até à 9ª volta.

A partir daí, o francês começou a perder posições. Ele perdeu mais posições devido à degradação do seu pneu traseiro macio, fazendo com que El Diablo fosse relegado para 14º. Mas ele continuou a pressionar. Ultrapassando Aleix Espargaró na última volta, Quartararo recebeu a bandeira axadrezada em 13º lugar, a 25,117s do líder da corrida.

Os resultados de hoje colocam Quartararo em 8º lugar na classificação geral com 57 pontos. Morbidelli permanece em 12º lugar com 50 pontos. A equipa Monster Energy Yamaha MotoGP está em 6º lugar no campeonato de equipas com 107 pontos e a Yamaha está em 5º no campeonato de construtores com 68 pontos.

A Monster Energy Yamaha MotoGP regressa à ação na próxima semana, quando iniciar a 8ª jornada, o TT Assen, que se realiza no Circuito TT de Assen, na Holanda.

Fabio Quartararo (Monster Energy Yamaha MotoGP ™): “Arriscámos com o pneu traseiro macio, mas não resultou. Acho que o Aleix teve o mesmo problema. Consegui ultrapassá-lo na última volta. Infelizmente, hoje era apenas uma questão de experimentar um pneu novo para a corrida. No final, foi a escolha errada. Mas tínhamos de tentar e demos o nosso máximo”.

Franco Morbidelli (Monster Energy Yamaha MotoGP ™) : “Se olhar para o tempo final da corrida, teria sido suficiente para lutar pela vitória no ano passado, mas este ano estamos em 12º lugar. Isto significa que não melhorámos o suficiente, embora eu tenha melhorado muito. Se olharmos para as melhorias que fizemos em comparação com o ano passado: a situação atual é muito melhor. Mas se olharmos para a situação geral, estamos a lutar. Sabemos isto. Fizemos o máximo este fim de semana e a equipa fez um excelente trabalho ao tomar todas as decisões e fazer as escolhas certas. Estou satisfeito com isso. Só temos de continuar, chegar a Assen com a mesma mentalidade e fazer melhor na sexta-feira. Se conseguirmos fazer melhor à sexta-feira, penso que também podemos ter melhores sábados e domingos”.

Massimo Meregalli  (Team Director) : “Utilizámos a corrida de 30 voltas de hoje para recolher dados e experimentar algumas coisas para referência futura. Também arriscámos com a escolha dos pneus, mas não compensou. Obtivemos alguns dados úteis, mas não podemos estar satisfeitos com os resultados. Foi um fim de semana para esquecer. Temos de nos reagrupar para a próxima etapa em Assen, na próxima semana. Será o último GP antes da pausa de verão e queremos terminar esta primeira metade da época com uma nota positiva”.

- Pub -

Deixe o seu comentário