O representante português na classe rainha do MotoGP ™ continua a sua curva ascendente e será por mérito próprio piloto oficial da KTM em 2021 e 2022.

À equipa satélite do fabricante austríaco chegará  Danilo Petrucci, vindo da Ducati Oficial , que ocupará o lugar deixado vago por Miguel Oliveira na Red Bull KTM Tech 3.

O colega de Miguel na Red Bull KTM Factory Racing será de novo Brad Binder. O Português e o  Sul-Africano são velhos conhecidos, tendo já partilhado a mesma box em Moto3 ™ e Moto2 ™, voltam a ser  companheiros  agora na classe rainha.

A formação satélite da Red Bull KTM Tech3, será um mix de experiência e juventude. A experiência vem do ex-piloto oficial da Ducati e vencedor do Grande Prémio de Itália do ano passado Petrucci, a juventude vem do espanhol  com enorme potencial Iker Lecuona.

De salientar que todos os quatro pilotos pilotaram as mesmas KTM RC16s.

Miguel Oliveira torna-se piloto oficial à terceira época no MotoGP ™ e sexta com a KTM. O piloto português de 25 anos faz duas épocas com a Red Bull KTM Tech3, embora durante a  época de 2019, não tenha podido dar o seu máximo, devido à lesão sofrida no ombro depois da queda provocada pelo francês Johann Zarco. Ainda assim Oliveira conseguiu pontuar em nove Grandes Prémios e terminar nos oito primeiros lugares no Grande Prémio caseiro da marca Austríaca,  no ano da sua temporada de estreia em 2019. A época  de  2020 não começou devido repercussões do vírus COVID-19, mas espera-se que comece nos dias 19 e 26 julho com os Grandes Premios Red Bull de España e Andalucía – no Circuito de Jerez.

Brad Binder, de 24 anos, ainda não fez a sua estreia no MotoGP ™ em 2020, mas assinou um novo contrato para permanecer nas cores da Red Bull KTM Factory Racing até 2021. O sul-africano já faz parte da família Red Bull KTM desde 2015 e tornou-se o terceiro piloto da marca Austriaca a sagrar-se Campeão do Mundo de Moto3 em 2016; com 15 vitórias para a marca laranja”.

Os dois pilotos agora oficiais, venceram Grandes Prémios em Moto3 ™ e Moto2 ™ para a KTM e passaram por uma estrutura que a empresa rotulou como ‘KTM GP Academy’; um sistema de reconhecimento e apoio de talentos que se estende desde a  Red Bull MotoGP Rookies Cup até todas as  classes do Campeonato Mundial da FIM.

Miguel Oliveira Brad Binder já estão familiarizados com os métodos de trabalho da KTM, tendo sido colegas de equipa na equipa Red Bull KTM Ajo em Moto3 ™ no ano de  2015 e depois em Moto2 ™ nos anos 2017 e 2018.

Já partilharam o pódio juntos em seis Grandes Prémios, sendo de salientar três seguidas no final do Campeonato de Moto2 ™ de 2017.

A Red Bull KTM Tech3 contará com o conhecimento e a sabedoria de nove temporadas de experiência de MotoGP ™ acumuladas pelo atual piloto da Ducati Team Danilo Petrucci em 2021. O piloto de 29 anos será apenas o segundo italiano a representar a equipa francesa em MotoGP ™ neste século.

Petrucci conquistou nove pódios até ao momento na classe rainha desde que entrou nos Grandes Prémios em 2012. A determinação de Petrucci, e o seu carácter alicerçado  no trabalho, será um bom exemplo para o seu companheiro de equipa Iker Lecuona. O espanhol de 20 anos espera começar a sua  primeira temporada no MotoGP ™ em 2020 e recentemente voltou a assinar com a  Red Bull KTM Tech3 para 2021.

A KTM não se esqueceu de agradecer a Pol Espargaró. O ano de 2020 será o seu quarto ano de colaboração com a marca laranja tendo alcançados juntos várias importantes conquistas mas que decidiram para 2021 seguir caminhos diferentes no MotoGP™.

Miguel Oliveira: “Estou muito feliz com esta oportunidade que a KTM me deu para os próximos dois anos. Sinto que eles confiam em mim para mostrar meu valor como piloto neste projeto. Desde o primeiro dia, dei o meu melhor com a moto e sempre  acreditei no seu potencial para obter bons resultados, e é isso que queremos oferecer num futuro próximo. Acho que estamos no lugar certo para fazê-lo e para eu evoluir como piloto. É uma ótima oportunidade. Ainda temos que nos focar em 2020, mas sinto-me grato por este grande desafio. Graças à família KTM. ”

Brad Binder: “Estou incrivelmente empolgado por poder ter mais uma temporada no Red Bull Factory Racing RC16 e estou realmente ansioso para começar este ano a  minha primeira corrida em MotoGP. É uma honra ter esta oportunidade e estou esperançado  num futuro brilhante com e para a KTM.”

Iker Lecuona: “Gostaria de agradecer verdadeiramente à Red Bull KTM Tech3 pela confiança que depositam em mim para o  projeto de 2021. Senti-me muito bem com a nova RC16 desde o primeiro dia e a moto progrediu muito na configuração que usamos desde a  corrida de Valência em 2019. Acho que podemos fazer ótimas corridas com esta máquina. A assinatura para 2021 dá-me paz de espírito suficiente para poder lutar pelo meu objetivo de ser o Rookie do Ano. Sinto que estou numa ótima família aqui “.

Pit Beirer, KTM Motorsport Director: “É um grande prazer juntar esses quatro pilotos no nosso programa de MotoGP. Brad e Miguel têm uma relação de trabalho produtiva e demonstraram o talento e o desejo de vencer corridas em todas as etapas dos Grandes Prémios. Acreditamos que eles têm a determinação necessária para impulsionar nosso projeto de MotoGP. O mesmo vale para a Red Bull KTM Tech3, onde estamos felizes por trazer Danilo para a nossa família. A experiência dele conta muito, mas também apostámos num piloto comprometido e com a atitude certa. Acreditamos que ainda tem algo a mostrar no MotoGP. Por um lado, estamos a investir em potenciais líderes do MotoGP “do futuro”, mas que podem facilmente se poderão tornar estrelas já em 2021 o que seria muito emocionante de ver.

Temos dois set-ups, mas na verdade é uma grande equipa com todos os quatro pilotos com as  mesmas motos e com as mesmas possibilidades. O desenvolvimento e o sucesso dos nossos pilotos serão uma ótima história para a  KTM e será ainda mais doce levá-los a novos patamares numa competição tão difícil como é o MotoGP. ”

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui