- Pub -
foto: ALPHA ONE MEDIA / CHRISTOPHER REEVES

Marco Bezzecchi (Mooney VR46 Racing Team) está de volta ao topo! O italiano venceu o Tissot Sprint no Motul TT Assen em grande estilo, ultrapassando o rival ao título e atual Campeão Francesco Bagnaia (Ducati Lenovo Team) para ganhar alguns pontos preciosos ao seu compatriota. O terceiro lugar viu Fabio Quartararo (Monster Energy Yamaha MotoGP™) chegar a casa para a sua primeira tribuna do Sprint, mas depois de uma penalização ligeiramente controversa para Brad Binder (Red Bull KTM Factory Racing)

Foi um início louco e ninguém o fez mais do que Binder, com o sul-africano a passar para a linha interior e a ficar imediatamente em terceiro, atrás de Bagnaia e Bezzecchi. O número 33 também não esperou muito tempo para atacar, passando para segundo e deixando uma pequena diferença para Pecco na liderança à sua frente. Mas Bezzecchi também não perdeu tempo, atacando imediatamente assim que voltou à traseira do 33 e partindo em perseguição de Bagnaia. Essa missão também não demorou muito. A 10 minutos do fim, já estava a passar e a bater o martelo.

Bagnaia, seguido por Binder, Quartararo e Jorge Martin (Prima Pramac Racing), que partiu do 10º lugar da grelha, era o grupo que perseguia o número 72. Pouco depois, Aleix Espargaro (Aprilia Racing) juntou-se à festa, com Luca Marini a ser o grande perdedor, uma vez que o piloto da Mooney VR46 Racing Team caiu da primeira linha para sétimo, assim que a confusão se acalmou.

Enquanto Bezzecchi ganhava um décimo aqui e um centésimo ali, o primeiro movimento chave foi Aleix Espargaro a passar por um Martin um pouco irregular e, à medida que as voltas iam passando, Quartararo começou a aproximar-se de Binder. A diferença de Binder para Bagnaia era de cerca de um segundo, mas de Bagnaia para Bezzecchi? Agora, a diferença estava a diminuir. A três voltas do final, o atual Campeão ficou a quase quatro décimos da liderança, enquanto Aleix Espargaro se juntava à festa na luta pelo terceiro lugar.

Bezzecchi, no entanto, não ia deixar que isso acontecesse. O martelo voltou a cair e ele conseguiu manter uma vitória impressionante e convincente, preparando-se para um assalto ao topo no domingo.

Logo atrás dele, na última volta, parecia que Quartararo ia fazer uma manobra sobre Binder, mas depois foi o sul-africano que se pôs em movimento. Na luta pelo segundo lugar, Quartararo aproximou-se de Bagnaia, mas não o suficiente para fazer um mergulho na última chicane… mas o drama ainda não tinha terminado. Depois de um aviso de limites de pista no início do Sprint, o número 33 recebeu uma Long Lap logo após a bandeirada, depois de ter entrado no verde demasiadas vezes, o que se tornou numa penalização de três segundos. E isso, portanto, faz com que seja um Sprint perfeito para Bezzecchi, um segundo sólido para Bagnaia e o primeiro pódio no sábado para Quartararo, depois de o francês ter marcado apenas um ponto nos primeiros sete Sprints.

Aleix Espargaro é, por isso, quarto, à frente de Binder, despromovido para quinto devido a esta penalização. Martin fica em sexto para limitar os danos depois do seu P10 na qualificação, mas ele vai querer muito mais no Domingo. O mesmo se passa com Maverick Viñales (Aprilia Racing), que ficou em sétimo a partir da sétima posição da grelha.

Enea Bastianini (Ducato Lenovo Team) foi o próximo a chegar, tendo feito alguns progressos sérios quando as luzes se apagaram, apesar de uma qualificação difícil, e foi o protagonista de um momento na chicane final com Marini, quando este atacou e o piloto do Mooney VR46 fez uma linha reta na chicane. Não foi bem a viagem à gravilha de 2015, mas em 2023 viu o número 10 receber uma penalização de tempo que o deixa em décimo atrás de Alex Marquez (Gresini Racing MotoGP™).

Resultados Tissot Sprint

- Pub -

Deixe o seu comentário