- Pub -
foto: ALPHA ONE MEDIA / CHRISTOPHER REEVES

Francesco Bagnaia conseguiu um fantástico segundo lugar, atrás de Jorge Martin (Pramac Racing Team), num final de semana de cortar a respiração num incrível Grande Prémio da Tailândia, no Circuito Internacional de Chang. Com os resultados deste fim de semana, Bagnaia leva agora 13 pontos de vantagem para a Malásia, quando faltam três jornadas para o final. O pódio de Bagnaia hoje foi também o 250º pódio no MotoGP para a Ducati.

Bagnaia, que largou em sexto na linha 3 da grelha, arrancou bem e fez parte da furiosa batalha que se desenrolou nas primeiras voltas com seis pilotos – Espargaro (Aprilia), Marini (VR46 Racing Team), Binder, Marquez (Gresini Racing), Bagnaia e Marquez (Honda) – a seguirem de perto Martin, que tinha assumido a liderança desde a partida.

A sete voltas do final, a luta pela vitória estava entre Martin, Binder e Bagnaia, e apesar do ataque de Pecco na penúltima volta para passar os dois homens por fora na penúltima curva, antes de ficar ligeiramente afastado, a ordem manteve-se assim até à bandeira axadrezada. Bagnaia foi então promovido após a corrida para segundo e Binder foi despromovido para terceiro, uma vez que o sul-africano foi penalizado por exceder os limites da pista na última volta.

Enea Bastianini terminou em décimo terceiro lugar depois de partir do 21º lugar da grelha.

Francesco Bagnaia (#1 Ducati Lenovo Team) – P2 : “No arranque fiquei contente por me ter saído bem e estava na frente, depois começou a batalha. Foi muito fácil ficar preso atrás e essa era a última coisa que eu queria fazer. Conseguimos fazer um trabalho muito bom este fim de semana em termos de velocidade e demonstrámos que estávamos muito competitivos hoje. Na última volta tive de forçar muito o pneu traseiro, não tinha essa vantagem para a batalha, mas foi normal lutar contra outros pilotos desta forma. A Malásia é outra grande pista para mim, por isso tenho de continuar como estamos a fazer, melhorando a qualificação para estar na frente. Recuperámos as nossas sensações este fim de semana, o ritmo estava aqui e fomos muito rápidos. Veremos, a batalha vai ser intensa até ao fim”.

Enea Bastianini (#23 Ducati Lenovo Team) – P13 : “Não foi um fim de semana fácil, mas hoje consegui dar muita informação à equipa e penso que compreendi melhor a moto e o que é preciso para ser mais rápido. Acho que uma das coisas que me atrasou hoje foram as ultrapassagens, porque não consegui passar porque não conseguia puxar pela mota. Quando estava sozinho, era rápido e mudei um pouco o meu estilo de condução para ir ao encontro das necessidades da mota e funcionou. Tiramos o positivo deste fim de semana com o objetivo de sermos mais competitivos na Malásia.”

Depois de uma pausa de uma semana, a próxima ronda do Campeonato do Mundo de MotoGP – o Grande Prémio da Malásia, a primeira da tripla jornada de encerramento – terá lugar dentro de duas semanas no Circuito Internacional de Sepang, de 10 a 12 de novembro.

 

- Pub -

Deixe o seu comentário