foto: ALPHA ONE MEDIA / CHRISTOPHER REEVES

Pela primeira vez desde o GP da Catalunha de 2021, Fabio Quartararo (Monster Energy Yamaha MotoGP™) iniciará uma corrida de MotoGP™ na pole position. Depois de liderar a tabela de tempos na sexta-feira no Pertamina Grand Prix of Indonesia, o francês manteve o ritmo na qualificação contrastando entre um difícil GP do Qatar e uma reviravolta em Lombok. Nos lugares imediatamente seguintes, os companheiros de equipa  Jorge Martin e Johann Zarco (Pramac Racing) na P2 e P3.

O oito vezes campeão mundial Marc Márquez (Repsol Honda) caiu duas vezes e não conseguiu sair da Q1, com Pol Espargaró (Repsol Honda)  atrás de seu companheiro de equipe, Joan Mir (Team Suzuki Ecstar) também caiu terminando  sem lugar no Q2 para o Campeão de 2020. 

Q1

Uma Q1 de tirar a respiração,com  oito campeões mundiais a lutaram pelas duas primeiras posições, incluindo a dupla da  Marc Márquez e Pol Espargaró (Repsol Honda Team), Francesco Bagnaia (Ducati Lenovo Team) a manter a calma,  e o controle para liderar as tabelas de tempos graças a 1.31.219, a dar quase meio segundo a um impressionante de Fabio Di Giannantonio (Gresini Racing) na P2, tornando-se o primeiro Rookie de 2022 a passar para o Q2.

Marc Márquez levou a sua RC213V ao limite absoluto para conseguir um tempo, mas caiu duas vezes. Primeiro na curva 13 antes de correr para as boxes e sair com a nova mota, caindo agora na curva 12 depois de ultrapassar Takaaki Nakagami (LCR Honda Idemitsu). O companheiro de equipe Pol Espargaró também partirá da segunda parte do pelotão, assim como o campeão de 2020  Mir, que arrancará da P18.

Q2

Quando a Q2 começou, Bagnaia e Di Giannantonio tinham dois pneus traseiros macios para usar. Quartararo foi o piloto mais rápido assim que as primeiras voltas foram concluídas, 1:31.227 provando a primeira referência, antes do seu companheiro de equipa Franco Morbidelli cair na curva 5. Aleix Espargaró (Aprilia Racing) fez P4 à frente de Di Giannantonio e seu companheiro de equipe Enea Bastianini, enquanto a estrela da Ducati Jack Miller (Ducati Lenovo Team) não saiu das boxes até seis minutos do fim.

Bagnaia saiu para a segunda parte  e melhorou o seu tempo, mas Quartararo continuava a rodar mais rápido. El Diablo estabeleceu um impressionante 1:31.067, Martin subiu para P2 para rebaixar Pecco para P3, e depois Miguel Oliveira (Red Bull KTM Factory Racing) fez a  P4. Pouco depois, Aleix Espargaró caiu na curva 10 e as bandeiras amarelas apareceram para acabar com algumas voltas, mas o incidente foi resolvido a tempo de os pilotos conseguirem uma última chance na pole.

Perto do final, Zarco, Brad Binder (Red Bull KTM Factory Racing) e Bastianini fizeram seus melhores tempos pessoais na última volta para chegar em P3, P4 e P5, respectivamente, empurrando Bagnaia para P6.

No entanto, ninguém conseguiu vencer Quartararo, sendo de realçar que o francês conquistou sua primeira pole desde o GP da Catalunha de 2021.

Grelha de Partida MotoGP™

Jake Dixon (Inde GASGAS Aspar Team)conquistou a sua primeira pole da Moto2™ em Mandalika com dois britânicos partem da primeira linha em  Moto2™ pela primeira vez, com Fernandez em segundo a dividir a dupla inglesa.

Grelha de Partida Moto2™

Mais uma estreia na pole, desta vez em Moto3 ™ e para o piloto da casa Carlos Tatay (CFMOTO), seguido de Diogo MOREIRA (KTM) e do piloto da casa  Mario AJI (Honda) a conquistar a sua primeira linha.

Grelha de Partida Moto3™

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui