foto: ALPHA ONE MEDIA / CHRISTOPHER REEVES

Com um  novo recorde de volta de todos os tempos  Martin conquista a pole position à frente do novo recruta da Ducati oficial Bastianini e de um surpreendido Marquez, com os candidatos ao titulo Bagnaia na P9 e Quartararo na P12 com um dedo lesionado.

No primeiro #MatchPointPecco foi Jorge Martin (Prima Pramac Racing) quem estabeleceu um novo recorde de volta em Sepang com o primeiro e único piloto a fazer  1:57 desde sempre. Enea Bastianini (Gresini Racing MotoGP™) é o segundo, mas  a 0,456s, com Marc Márquez (Repsol Honda Team) completando a primeira fila. 

O drama começou de manhã quando Francesco Bagnaia (Ducati Lenovo Team) não conseguiu chegar ao Q2 e caiu. A situação complicada continuou para o líder do Campeonato que atacou na Q1, conseguindo chegar à  Q2 mas depois caiu de novo  tendo de se contentar com a P9 na grelha de partida.

Para Fabio Quartararo (Monster Energy Yamaha MotoGP™) também não foi um sábado fácil. Ele caiu no FP4 e ficou a segurar a sua mão, indo depois para o centro médico para fazer um check-up. Tem uma pequena fratura no um dedo mas está apto para continuar, mas com esta complicação adicional. Na Q2 quase caiu quando atacava a volta rápida, o atual campeão do mundo teve de abortar a volta e contentar-se em partir da P12.

O Rookie do Ano Marco Bezzecchi (Mooney VR46 Racing Team) lidera a segunda fila à frente do vencedor do GP da Austrália Alex Rins (Team Suzuki Ecstar) depois de ter tido a sua melhor qualificação desde a  algum tempo, com Luca Marini (Mooney VR46 Racing Team) em sexto.

Franco Morbidelli (Monster Energy Yamaha MotoGP ™) é a melhor Yamaha em sétimo, mas tem de cumprir uma dupla penalidade de volta longa por rodar demasiado devagar na FP3 quase provocando a acidente a Zarco, Maverick Viñales (Aprilia Racing) na P8, é o melhor Aprilia, o seu companheiro de equipe e candidato ao titulo  Aleix Espargaró (Aprilia Racing) ocupa a P10 com Bagnaia na P9 entre as duas Aprilias.

O Campeão do Mundo de 2020 Joan Mir (Team Suzuki Ecstar) classificou-se à frente de Quartararo, completando o top 12, seguido de  Brad Binder (Red Bull KTM Factory Racing), com Jack Miller (Ducati Lenovo Team) que caiu na Q1 na P14 Cal Crutchow (WithU Yamaha RNF MotoGP Team) na P15. Miguel Oliveira (Red Bull KTM Factory Racing) devido vibrações na roda da frente vai partir da P18.

Miguel Oliveira (Red Bull KTM Factory Racing) P 18: “Não foi um dia satisfatório. Fizemos algumas mudanças que parecem ter funcionado na FP4, mas com o pneu novo na classificação tivemos uma vibração estranha à frente e não conseguimos corrigi-la. Pelo que limitou o que poderíamos fazer na sessão. Falta-nos alguma aderência e vamos ver o que podemos encontrar no warm-up, mas amanhã a corrida também depende da condição física. Será uma corrida longa e difícil.”

Brad Binder (Red Bull KTM Factory Racing) P 13: “É uma pena não entrar na Q2, mas não temos a velocidade dos outros pilotos  numa volta. Dei o meu melhor no Q1, mas foi outra experiência de aprendizagem para nós e sabemos onde precisamos melhorar. O nosso ritmo de corrida não é má, amanhã a chave será ser o mais consistente possível e isso significa que estaremos fortes no fim da corrida.”

Jorge Martin (Prima Pramac Racing) P1 : “Phillip Island foi ótimo, assim como Austin. Quero dizer, normalmente faço boas voltas quando tenho boas sensação na mota, é bom esta sensação estar de volta. É importante terminar a temporada assim. Tentei melhorar no segundo setor, ataquei mais  e deu certo. Achei que talvez estivesse um pouco no meu limite, quase cai em alguns pontos da pista, mas de qualquer forma feliz, feliz, muito feliz. tenho o ritmo para a vitória, então estou super feliz com tudo.”

Horários (GMT):

Domingo  – Corridas : 05:00h Moto3™ ; 06:20h Moto2™ ; 08:00h MotoGP™

Grelha de Partida Moto3™ ; Grelha de Partida Moto2™ ; Grelha de Partida MotoGP™

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui