foto: ALPHA ONE MEDIA / CHRISTOPHER REEVE

Depois do terrível acidente de sábado na entrada na curva 1, foi declarado “não apto” para o Pramac Generac Australian Grand Prix.

O Rookie português caiu a grande velocidade durante a sessão FP4 de ontem que levou a direção de corrida a interromper a mesma com bandeira vermelha e, devido a dor e inchaço nas duas mãos, o piloto português  não pode pilotar hoje domingo.

Embora as radiografias iniciais mostrem que não partiu qualquer osso, Oliveira fará uma ressonância magnética ainda hoje, pois teme-se que haja alguma lesão nos ligamentos do pulso direito.

O acidente foi causado por uma “forte rajada de vento” que acabou levando ao cancelamento das restantes seções da categoria rainha no sábado.

Miguel Oliveira (Red Bull KTM Tech 3):”Vamos ao hospital fazer uma ressonância magnética no pulso direito, porque ainda me está a doer. Obviamente, eles não podem ver nada partido na mão com o  raio-x, mas suspeitamos que possa haver mais lesões, talvez nos ligamentos ou algo assim.

Vamos verificar isso hoje e ter um relatório completo amanhã de manhã. Na minha opinião, acho que tive uma turbulência com a mota do Zarco e mo mesmo instante fui atingido por uma forte rajada de vento.

Ontem houve  vento cruzado no final da reta era muito difícil mantermo-nos na pista.Por alguma razão a nossa mota estava um pouco  mais sensível, estava com um ângulo de  24 graus [ângulo de inclinação] no momento  em que pisei os travões, apenas tentando inclinação para entrar na curva e, como se viu, não foi possível fazer a curva e o resto é história. Estou feliz por estar aqui a falar sobre isto. “

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui