Foi com enorme tensão  que se reuniram para a primeira conferência de imprensa pré-corrida, os quatro maiores nomes do MotoGP ™  Valentino Rossi, Jorge Lorenzo, Marc Marquez, Dani Pedrosa e as estrelas em ascenção Andrea Iannone e Maverick Viñales

A época de 2016 promete mudanças radicais como aconteceu em 2002 aquando da introdução dos motores a 4 tempos. Para esta época, as máquinas serão todas equipadas com pneus Michelin, limite de 22 litros de combustivel para todas as marcas que serão também equipadas com a mesma centralina e software, o que se pretende com tudo isto é  um mundial mais disputado, com mais marcas e pilotos envolvidos nas lutas pelas primeiras posições.

Eis as palavras dos protagonistas antes da corrida de abertura no Qatar este fim de semana

Jorge Lorenzo (Movistar Yamaha MotoGP)– O campeão do mundo abriu a conferência de imprensa: “Não são os fans que a partir do exterior conseguem ver as diferenças da época anterior para esta,  para os  pilotos, as diferenças são enormes, em primeiro lugar com os pneus, os Michelin que oferecem uma sensação completamente diferente , também a nova centralina , igual para todos, é menos sofisticada é muito mais difícil de acertar, especialmente ao nível do acelerador. De qualquer forma a pré-temporada tem sido muito boa, melhor do que esperávamos. Nos três testes que fizemos, conseguimos boas sensações e fiz alguns tempos impressionantes.”conferencia 1

“Nos últimos cinco ou seis anos podiamos começar muito rápido logo a partir da primeira curva da primeira volta, agora é um pouco mais complicado, pois temos que perceber limite nas primeiras voltas. Também é importante o ritmo de corrida e a condição física, uma vez que ao que  parece as corridas vão ser mais exigentes nessa área.”

Valentino Rossi (Movistar Yamaha MotoGP) – ‘The Doctor’ está pronto para mais um ano emocionante: “Este ano tudo vai ser muito mais interessante porque temos muitas diferenças, especialmente ao nivel da condução. Mudamos coisas que fazem muita diferença, os pneus são diferentes e também a nova centralina que é um pouco mais básica. Durante a pré-temporada de inverno, vimos que muitos pilotos já estavam muito perto do seu máximo. Isto significa que para se ganhar, temos de  trabalhar muito bem durante o fim de semana para chegarmos fortes no domingo ”

Marc Marquez (Repsol Honda Team) – o mais jovem campeão do mundo de MotoGP  “Este ano não tem sido uma pré-temporada fácil a olhar para os resultados. Mas fomos melhorando e mantivemos um ritmo constante e uma linha ascendente. De qualquer forma, sabemos que temos de lutar aqui no Qatar  porque esta pista não nos favorece,  mas a motivação da primeira corrida sempre pode dar-nos o que nos falta.conferencia 2

Dani Pedrosa (Repsol Honda) – para o eterno candidato ao titulo de motoGP, para o qual  qualidades nao lhe faltam “A pré-temporada foi bastante boa fisicamente, fizemos muitos treinos e sinto-me preparado para a corrida. Na parte técnica estamos com mais problemas em relativamente ao ano passado, mas estamos no bom caminho. Agora vem as corridas, que são bastante diferentes dos testes, exigem que nos concentremos em ir o mais rápido possível e menos em verificar as afinações e os novos componentes da moto. Sinto-me muito mais motivado nos GPs do que nos testes. ”

Andrea Iannone (Ducati Team) – o piloto mais rápido da Ducati, “Com certeza estamos muito mais fortes este ano, mas acho que também todos os outros, Dani, Jorge , Maverick, Valentino, todos os pilotos no MotoGP são muito fortes. Mas claro que  queremos melhorar e queremos fazer  melhor do que 2015 , penso que este ano posso ganhar a minha primeira corrida de MotoGP. É este o meu objetivo, vou tentar o meu melhor nesta e em todas as corridas “vinales

Maverick Viñales (Team Suzuki Ecstar) – impressionante nos testes de pré-temporada, as atenções estão focadas no jovem piloto da Suzuki à espera de grandes resultados “Claro que demos um  passo em frente. Foi muito importante a experiência que obtivemos no ano passado, este ano podemos trabalhar melhor, com mais concentração e calma. Esta é a maior diferença relativamente ao ano passado. A moto melhorou muito e também já temos o seamless. Como agora todas as motos usam a mesma centralina, veremos menos diferenças. Relativamente aos pneus, tenho boas sensações, sinto-me forte com eles. Para a  corrida, sentimo-nos calmos, motivados, e com muita vontade começar”.

Treinos sábado– 19 março

Moto3QP – 15:00 – 15:40h Moto2QP – 15:55 – 16:40h

MotoGPFP4 – 16:55 – 17:25h  MotoGPQ1 – 17:35 – 17:50h

 MotoGPQ218:00 – 18:15h      

Treinos domingo– 20 março

Moto3WUP – 12:50 – 13:10h   Moto2WUP – 13:25 – 13:45h    MotoGPWUP – 14:00 – 14:20h

Corridas domingo– 20 março

Moto3RAC – 15:00h

Moto2RAC – 16:20h

MotoGPRAC – 18:00h

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.