Depois de cair no GP da Argentina, Marc Marquez (Repsol Honda Team) , colocou toda a carne no assador e   conseguiu a sua primeira vitória da temporada e,  averbou mais uma vitória nos EUA onde continua invicto, depois de conquistar a sua quinta vitória em cinco GPs no Circuito das Américas.

Marc Marquez (Repsol Honda Team)P1 : “É uma vitória importante e uma corrida importante porque depois da Argentina foi importante voltar da melhor maneira. Foi uma corrida difícil porque a temperatura esta  muito superior à de ontem e cinco minutos antes, estava a dizer ao meu chefe mecânico que queria usar um pneu duro à frente. Sabia que estava a apertar muito com o pneu da frente e no inicio procurei poupá-lo e  entender o seu  limite porque não tenteis muito com ele na sexta-feira. Fiquei atrás do Dani e quando vi que ele começou a  sofrer, disse ‘ok, é hora de atacar.’ Foi uma corrida perfeita para mim, muito consistente, sob controle e estou feliz por estar de volta no Campeonato .”

A minha equipa colocou a placa com Viñales fora,  mas confirmei nos ecrãs. Não mudou o meu plano porque era entender a corrida. Tive um grande erro na Argentina e não queria repetir. Já disseram  que estava fora do Campeonato já! Mas o campeonato é muito longo. Agora o Valentino está na frente do Campeonato – talvez não tenha sido o mais rápido na pré-temporada, mas tem sido o mais consistente! Tenho muito respeito por ele. Tenho certeza de que, mais cedo ou mais tarde, a batalha com Viñales chegará. ”

Numa corrida onde parecia ser o primeiro confronto entre Marquez e o seu principal rival do título Maverick Viñales (Movistar Yamaha MotoGP), mas um acidente fora da disputa para o número 25 significava que nunca se materializou no Texas.

Valentino Rossi(Movistar Yamaha MotoGP) P2: “Esta é uma grande surpresa, especialmente para nós, porque depois dos testes estávamos bastante desesperados. Tentamos pensar em usar toda a moto e fizemos a escolha certa. O problema era que precisávamos de mais tempo para entender a maneira de guiar a moto e como configurá-la. Mas a moto tem algo positivo, no final da corrida fui capaz de puxar e ser forte. Na Argentina com Cal e aqui com Dani pude atacar. No ano passado, fui rápido no começo e depois sofri. São apenas três corridas, por isso será difícil permanecer nesta posição, mas é ótimo – só precisamos aproveitar o momento. Para mim, a penalização não estava certa, porque tinha duas opções – ir a direito ou cair. Mas o problema não está na direção da corrida, o problema estava no Zarco. Ele é muito rápido, anda muito bem e tem um grande potencial, mas isto não é Moto2 e se quiseres ultrapassá-lo de uma maneira diferente e ele sempre chega muito atrasado. Precisa ficar um pouco mais quieto! “.

Arrancando como um  foguete da segunda fila da grelha de Dani Pedrosa (Repsol Honda Team) o três vezes Campeão do Mundo, fez a curva um pelo  exterior e liderou a corrida durante muitas voltas. ‘Baby Samurai’ fez o seu primeiro pódio da época.

Dani Pedrosa(Repsol Honda Team)P3: “No geral foi um bom fim-de-semana, muito mais à frente. Algumas coisas poderiam ter sido melhor, mas estou feliz. Tive um bom começo, finalmente, ao partir do quarto  lugar tive uma linha limpa para o arranque. Liderar a corrida por algumas voltas foi incrível. Podia ter ido mais rápido, mas sabia que tinha que cuidar dos meus pneus. Todo o fim-de-semana tive problemas com o lado direito do pneu traseiro, mas na corrida destruí  foi o lado direito do pneu da frente! Não consegui ficar com o Valentino porque tive de abrandar, mas foi um passo importante e estou ansioso para Jerez, uma pista que gosto. A última corrida foi decepcionante e hoje foi uma corrida difícil . Estamos a perceber onde mudar algumas coisas pequenas, e espero que nas próximas corridas possamos dar mais um passo adiante “.

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.