- Pub -
foto: ALPHA ONE MEDIA / CHRISTOPHER REEVES

Bastianini voa em Le Mans e consegue a sua terceira vitória da temporada, Bagnaia cai  Miller e Aleix Espargaró batem Quartararo num totalmente pódio preenchido com máquinas italianas.

Pela terceira vez esta temporada, Enea Bastianini (Gresini Racing MotoGP™) entrou no Modo Besta, conquistando os 25 pontos da vitória no SHARK Grand Prix de France , assim o piloto da Gresini Racing fica a apenas oito pontos do topo do Campeonato acumulando com a vitória na classe  Independent Team. Depois do duelo com  Francesco Bagnaia (Ducati Lenovo Team)  pela supremacia em Le Mans.

Entretanto isso, Jack Miller (Ducati Lenovo Team) manteve a casa de Borgo Panigale com 1-2, e  Aleix Espargaró (Aprilia Racing), fez pela primeira vez para a casa de Noale três pódios na categoria rainha, negando o pódio ao herói da casa e atual campeão Fabio Quartararo (Monster Energy Yamaha MotoGP™).

A atmosfera no circuito atingiu o pico quando os pilotos entraram para o início da 7ª curva,  Miller foi quem conseguiu a partida perfeita com Bastianini a  abrir caminho da segunda fila. Bagnaia era terceiro seguido dos colegas de equipa Alex Rins e Joan Mir (Team Suzuki Ecstar ) separados por Takaaki Nakagami (LCR Honda Idemitsu) na P5. Uma má partida de Aleix Espargaró levou o espanhol para sétimo, Quartararo também partiu mal, tendo inicialmente  francês sido engolido por vários pilotos antes de começar a recuperar posições.

Com uma  primeira volta em modo selvagem a chegar ao fim com Marc Márquez (Repsol Honda Team)  passou pordentro de Quartararo e Nakagami para chegar à P7. O outro herói da casa Johann Zarco (Pramac Racing),  travava uma batalha no meio do pelotão com Brad Binder (Red Bull KTM Factory Racing) de tal forma que os dois entraram em  contato na curva 6 com a RC16 a perder uma asa dianteira.

Depois da partida maníaca, Bagania lutava com Rins pelo pódio, mas as ambições de Rins seriam interrompidas no início da terceira volta, com o homem da Suzuki a sair na curva 2, passando pelo cascalho e regressando na curva 4. Infelizmente, não conseguiu segurar a  sua Suzuki quando regressou à pista.

Como resultado, eram as  Ducati que ocupavam um-dois-três com Miller à frente, na volta 4 a corrida começou acalmar um pouco à medida que os pilotos encontraram seu ritmo. Mais atrás, Mir seguiam  Aleix Espargaró, Quartararo e Marc Marquez.

Na volta 12, Bastinain passou Miller, na Garage Vert. Pouco depois, houve mais mudanças, depois de Mir cair na curva 14o que permitiu que Aleix Espargaró e Quartararo ganhassem uma posição cada, mas ainda estavam a 1,1s de Miller em terceiro. Mais uma corrida decepcionante para Jorge Martin (Pramac Racing), que registou a quarta desistência do ano depois de cair na curva 9.

Na volta 17, a luta pela vitória ganhou vida quando Bastianini começou a atacar Bagnaia que liderava a corrida com a sua GP21. The Beast fez seu primeiro movimento na Chicane Dunlop  com os  dois roda a roda até a curva 6, Bagnaia manteve-se à frente. Mas a luta não tinha acabado, pois Bastianini forçando o erro de seu colega da Ducati na Garage Vert, o que conseguiu pois Pecco desceu para a P2. Depois do erro Pecco ficou a 1 segundo e num esforço para se aproximar de  Bastianini, forçou demais na última curva, deslizou para o cascalho e saiu da corrida. Piloto ok, com uma longa e solitária caminhada a pé de regresso ao pitlane.

A partir daí, Bastianini manteve firme a P1 e conseguiu a sua terceira vitória do ano, com Miller  confortável em segundo. As atenções centraram-se para o restante lugar do pódio, com os adeptos da casa a apostarem no Campeão do Mundo Quartararo nas últimas voltas. Quartararo bem tentou aproximar-se, mas nunca conseguiu chegar perto  da Aprilia, pelo que  Aleix Espargaró negou o final francês de conto de fadas, mas manteve o sonho da marca de Noale.

Zarco tentou chegar à frente acabou na P5, apesar do início de corrida  difícil. Márquez completou os seis primeiros, enquanto Nakagami terminou numa muito sólida P7. Apesar de ter perdido uma asa da KTM nas voltas iniciais, Binder conquistou a P8, depois de uma uta que durou toda a corrida com o seu colega  de equipe de fábrica Miguel Oliveira (Red Bull KTM Factory Racing) a cair quando faltavam 3 voltas para o final.

Luca Marini (Mooney VR46 Racing Team) e Maverick Viñales (Aprilia Racing) terminaram nos 10 primeiros obtendo finalmente bons resultados.

Classificação corrida MotoGP™ ;    Classificação geral MotoGP™ ;

Classificação corrida Moto2™ ;      Classificação geral Moto2™ ;

Classificação corrida Moto3™ ;      Classificação geral Moto3™ ;

Classificação corrida1 MotoE™ ;    Classificação corrida2 MotoE™ ;

Classificação geral MotoE™ ;

- Pub -

Deixe o seu comentário