foto: ALPHA ONE MEDIA / CHRISTOPHER REEVES

Na conferência de imprensa pré-evento, do SHARK Grand Prix de France os heróis da casa Fabio Quartararo (Monster Energy Yamaha MotoGP™) acompanhado pelo compatriota Johann Zarco (Pramac Racing) foram acompanhados por Aleix Espargaró (Aprilia Racing), pelo vencedor de Jerez Francesco Bagnaia (Ducati Lenovo Team) e pelo oito vezes Campeão do Mundo Marc Márquez (Repsol Honda Team) na conferência de imprensa pré-evento.

 

Como foi o evento com o PSG?

Fabio Quartararo (Monster Energy Yamaha MotoGP™):  “Foi uma experiência muito boa estar lá esta manhã, ter a oportunidade de andar de mota no estádio e jogar com eles. Acho que foi muito bom. Claro, é sempre super especial estar no GP de casa, vou dar o meu melhor. Especialmente num GP em casa podemos ficar mais  mais stressados ao colocar mais pressão em nós próprios, mas quero levar este GP como um GP normal, curtir os fãs e aproveitar a corrida”.

Poderá ser uma oportunidade para uma vingança de Jerez?

FQ20:“É difícil saber quem vai estar na frente a lutar pelo pódio este fim de semana. É uma pista diferente de Jerez e o mais importante é trabalhar como de costume. Precisamos trabalhar bem na sexta, tentar  estar seguro para a Q2, descobrir os melhores pneus para a corrida e o nosso ritmo. Tentar ter um bom desempenho e uma boa classificação é muito importante para nós.”

Aleix Espargaró (Aprilia Racing): “Esta primeira parte da temporada foi ótima. Estou a gostar muito de pilotar a moto e obviamente o potencial da moto este ano é claramente melhor do que nos anos anteriores. Estamos apenas sete pontos atrás do Fabio. É difícil prever como a moto vai funcionar aqui porque especialmente nas últimas temporadas tem sido muito estranho em relação às condições meteorológicas. Não temos muitas informações, mas até agora a moto tem sido bastante competitiva em todas as pistas, vou  trabalhar duro desde a FP1 e preparar a corrida o melhor possível.

O que dizer do progresso da Aprilia:

AE41: “Lorenzo Salvadori pilotou nas últimas duas corridas como wildcard  uma ‘moto  protótipo’. Com muitas coisas diferentes. Tentámos muitas coisas novas no teste de segunda-feira. Algumas coisas novas usarei em Mugello, a embreagem de carbono, vou usar pela primeira vez este fim de semana, o que é um bom avanço. É mais leve e melhor para o início, a Aprilia está a trabalhar duro para tentar reduzir a diferença nos pontos onde podemos melhorar. A partida foi um desses pontos em que fizeram um bom trabalho.”

Confiante para outra série de lutas por vitórias depois da vitória em Jerez?

Francesco Bagnaia (Ducati Lenovo Team):  “Seria bom ter a mesma tendência do ano passado, mas é diferente, vamos ver como será este fim de semana. No ano passado em Le Mans,  não fui competitivo no seco, assim vamos ver. Vai estar seco  no domingo, quando começarmos a correr, mas vamos ver, é uma pista que  gosto e onde consegui meu primeiro pódio,  amo este lugar, mas vamos ver este fim de semana. Tenho certeza de que a Yamaha é sempre muito competitiva aqui, o Johann foi muito competitivo aqui no ano passado e o Jack é sempre muito competitivo nesta pista, vamos ver o que vai acontecer!”

Mais confiante e forte do que na Indonésia se estiver molhado?

FB63: “A Indonésia foi uma situação estranha para mim. Normalmente no molhado somos fortes e rápidos, mas não estávamos lá. Estive muito lento, a sensação com a moto era um pouco estranha. Mas em Portimão no molhado, estivemos competitivo, e no ano passado terminei em quarto com duas voltas longas, e estava bem atrás. Mas, de qualquer forma, cada ano é diferente, temos que entender tudo melhor, mas é difícil prever agora. É mais fácil prever o fim de semana após a primeira sessão do fim de semana.”

Johann Zarco (Pramac Racing):  “Espero ser capaz de usar bem a moto aqui. Devemos ter algumas boas sessões no seco, será ótimo encontrar as afinações certas cedo. Depois de uma corrida decepcionante, o teste foi ótimo para encontrar outra coisa e tentar ir mais rápido. Espero que continue aqui em Le Mans. Há a energia dos fans aqui. Estão à espera há dois anos e  hoje já estão aqui, prontos para gritar o que dá ótima energia. Vamos ver  o tempo. Esperamos  totalmente seco durante o fim de semana, mas talvez agora possa mudar. Vamos ver. Todos estão prontos e fortes para lutar.  O Jack gosta da pista e estará lá, farei meu trabalho e vamos ver o que posso fazer.

“Acho que conseguir dois pódios este ano já foi ótimo, foi um bom sinal. No geral, porque tivemos muitos pilotos diferentes no pódio, ser um deles a repetir é um bom sinal. Duas quedas na Argentina e em Espanha não ajudam a classificação no campeonato, assim vamos procurar consistência para repetir os pódios. Ainda estou atrás da primeira vitória. Espero  encontrar mais confiança e consistência.”

Alguns progressos depois do teste pós-corrida em Jerez?

Marc Márquez (Repsol Honda Team): “Na corrida de Jerez, demos um pequeno passo em termos de desempenho e conseguimos estar um pouco mais perto dos melhores, mas não o suficiente. Na segunda-feira, testámos bem, tentei algumas coisas que não estavam a funcionar tão bem. É verdade que havia algumas coisas que esperávamos ainda mais, mas não funcionaram como pensávamos. Vamos ver aqui se todas as coisas novas que introduzimos ajudam a estar um pouco mais perto. Acho que não são suficientes para lutar pela vitória, mas o objetivo é melhorar corrida a corrida.”

Com o recorde aqui, como será no domingo?

MM93: “É impossível prever, mesmo para mim. Não sei o que posso fazer no domingo. Por isso, começo o fim de semana sem objetivos claros. Só quero entender na sexta como a moto trabalha, depois no sábado tentar aumentar um pouco a minha velocidade e no domingo dar tudo. Esta foi a estratégia em Portimão, em Jerez, e será a mesma estratégia aqui em Le Mans.”

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui